"Night Moves" (2013)_1

Arranca já amanhã, 5 de julho, a 22ª edição do Curtas Vila do Conde, que irá contar com 224 filmes provenientes de 36 países e ainda várias masterclasses, exposições e festas. Até 13 de julho Vila do Conde é a sala de cinema do país. O Certame arranca no sábado com a ante-estreia nacional de “Night Moves”, o mais recente filme de Kelly Reichardt, um dos novíssimos nomes do cinema americano independente, que conta com Dakota Fanning e Jesse Eisenberg no elenco. A realizadora vai marcar presença no festival, durante a cerimónia de abertura, às 21h30, no Teatro Municipal. O programa In Focus apresentará uma retrospetiva integral das longas-metragens da cineasta norte-americana (“River Grass”, “Old Joy”, “Wendy & Lucy” e “O Atalho”).

Este é o ano do Campeonato do Mundo, no Brasil, pelo que o Curtas Vila do Conde dedica um programa especial “Fora de Jogo!”. “O Mundial tem dominado a atenção mediática, elevando o futebol ao desporto mais importante dos nossos dias. O cinema tem também incorporado o desporto-rei enquanto fenómeno cultural e social, que afeta tanto problemas políticos como conflitos familiares”. Nesse sentido, também durante a cerimónia de abertura, será exibido um documentário sobre o milésimo golo de Pelé, marcado a 19 de novembro 1969, no estádio do Maracanã.

A sessão de abertura do Curtinhas, um mini-festival pensado e dirigido ao público infanto-juvenil, com sessões competitivas avaliadas por um Júri composto exclusivamente por crianças, arranca com a exibição do filme argentino “Matraquilhos”.

O cineasta italiano Michelangelo Antonioni vai ter direito a uma retrospectiva, com uma exposição e programa paralelo de cinema. “Esta exposição coletiva conta com cinco obras de artistas estrangeiros: duas anteriormente exibidas em Vila do Conde, “Zabriskie Point (Redacted)”, de Stephen Connoly, e “Mirror”, de Matthias Müller e Christoph Girardet; duas inéditas, “Answer-Me”, de Anri Sala, e “Silberhöhe”, de Clemens v. Wedemeyer; e ainda “Western Chronicles”, de Nicolas Provost, encomendada a propósito pela Curtas Metragens CRL. Uma segunda encomenda dirigida a um artista português, resultará na performance musical de Ghuna X, alter-ego de Pedro Augusto. 

Quanto às secções competitivas, a secção internacional conta 34 filmes, a nacional com 17 filmes e a secção Take One! com 11 curtas-metragens. Este ano, o sempre apetecido palmarés do Curtas Vila do Conde será reforçado com três novos prémios, atribuindo mais de uma dezena galardões. As novidades são: o Prémio DigiMaster para o melhor realizador português; o Prémio TAP Portugal para Melhor Média Metragem Portuguesa de Ficção e Prémio TAP Portugal para Melhor Média Metragem de Documentário Português.

 

Curtas_2014_Cartaz

Fonte: Curtas Vila do Conde