Annecy 2015_1

Foram divulgados no passado dia 22 de junho os grande vencedores do Festival de Cinema de Animação de Annecy que decorreu entre 15 a 20 de junho, em França. Na categoria de longa-metragem o prémio cristal foi atribuído ao filme “Avril et Le Monde truqué”, realizado pela dupla Franck Ekinci e Christian Desmares.

Ainda nesta categoria, quanto aos prémios especiais do júri e do público, foram atribuídos, respetivamente, aos filmes “Sarusuberi: Miss Hokusai” (Japão), de Keiichi Hara e “Tout en haut du monde” (Dinamarca/França), de Rémi Chayé.

O prémio cristal relativo à categoria de curta-metragem foi atribuído ao filme “We Can’t Live Without Kosmos”, do realizador russo Konstantin Bronzit. Este filme, aliás, já havia sido vencedor no Festival Cinanima 2014 na categoria de curta-metragem de duração entre 5 a 24 minutos. Quanto ao prémio do júri, foi atribuído a “Isand” (Estónia), do realizador Riho Unt.

De destacar a representação portuguesa na secção competitiva deste festival através do filme “Amélia & Duarte, curta-metragem de pixilação realizada por Alice Guimarães e Mónica Santos, com produção de  Abi Feijó (Ciclope Filmes) e Thomas Meyer Hermann (Studio Film Bilder). Apesar de não ter arrecadado nenhum dos prémios, este filme apaixonou Annecy e foi inclusivamente classificado pelo director deste Festival, Marcel Jean, como um dos mais incríveis filmes de animação presente em Annecy, numa entrevista à CNN (AQUI). “Amélia & Duarte” ganhou ainda recentemente o Prémio Zlatko Grgić no Animafest, em Zagreb.

O multi-premiado filme “Fuligem”, de David Doutel e Vasco Sá marcou também presença, tendo sido incluído na selecção oficial não competitiva do Festival de Animação de Annecy que é considerado o maior e mais importante deste mundo animado.

 

Vencedores:

Longa-metragem

Prémio Cristal

Avril et Le Monde truqué, de Franck Ekinci e Christian Desmares

Prémio do Júri

Sarusuberi: Miss Hokusai, de Keiichi Hara

Prémio do Público

Tout en haut du monde, de Rémi Chayé

Curta-metragem

Prémio Cristal

We Can’t Live Without Kosmos, de Konstantin Bronzit

Prémio do Júri

Isand, de Riho Unt

Prémio Jean-Luc Xiberras – Primeira Obra

Guida, de  Rosana Urbes

Menção do Júri

World of Tomorrow, de Don Hertzfeldt

Prémio do Público

World of Tomorrow, de Don Hertzfeldt

Prémio Off-Limits

Mynarski chute mortelle, de Matthew Rankin

Os restantes vencedores podem ser consultados AQUI.