O Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA) disponibilizou hoje o seu relatório anual de “Cinema de Portugal”, revelando que Portugal foi o país europeu que mais cresceu em número de espectadores em salas, cerca de 20% em 2015, em relação a 2014.

Em janeiro deste ano o ICA já tinha revelado dados estatísticos gerais sobre 2015 (ler artigo). “O número de espectadores nas salas de cinema em Portugal foi de 14,5 milhões e a receita bruta de bilheteira foi de 74,9 milhões de euros, representando um crescimento de 20,1% e 19,4% em relação ao ano transato, respetivamente. Dos 14,5 milhões de espectadores contabilizados, 940.063 (ou seja, 6,5%) viram cinema português. Ou seja, este foi o valor mais alto desde 1975 (ano a partir do qual o ICA mantém registos de exibição).”

A publicação “Cinema de Portugal” começa por recordar que 2015 ficou marcado pela morte do cineasta Manoel de Oliveira, aos 106 anos, tendo havido um pouco por todo o mundo, “múltiplas programações e eventos cinematográficos, em que foi homenageado, como um dos grandes impulsionadores da Sétima Arte”.

2015 registou também um aumento significativo das obras produzidas, relativamente ao ano anterior, tendo sido produzidas 52 obras cinematográficas. Muitas dessas obras ainda não tiveram as suas estreias nas salas de cinema nacionais, o que deverá acontecer ainda este ano, como é o caso por exemplo de “Cartas de Guerra” de Ivo M. Ferreira, “O Ornitólogo” de João Pedro Rodrigues“El Dorado XXI” de Salomé Lamas.

Segundo os dados estatísticos da MEDIA Salles, verificou-se que nas salas europeias de cinema, em 2015, registaram-se 1.210 milhões de espectadores, um aumento de 5,2% face a 2014 (1,151.0 milhões). Portugal registou o maior aumento com 20,4%, seguindo-se a Finlândia (20.3%) e a Dinamarca (15.8%). Sentiu-se também um aumento considerável nas salas de cinema em países como: Luxemburgo (15%), Alemanha (14,3%), Suíça (11,3%), Grécia (9,3%), Reino Unido (9,2%) e Noruega (8,6%). Já a França perdeu 1,4% dos seus espectadores, face a 2014, mantendo-se no entanto como o mercado mais importante da Europa, com mais de 200 milhões de espectadores. O ano de 2015 foi portanto um bom ano para os cinemas europeus, sendo que em 32 países europeus, Portugal foi o que mais cresceu.

“O Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA) espera, através desta publicação, realçar o papel que a cinematografia e o audiovisual desempenham, como meio e fim, para a divulgação da nossa cultura.”

Pode consultar o catálogo completo de “Cinema de Portugal” aqui.

Cinema de Portugal 2015_2

Cinema de Portugal 2015_3