Em Memória

Morreu Gorden Kaye, o René de “‘Allo ‘Allo!”

Gorden Kaye, ator da famosa sitcom britânica da BBC “‘Allo ‘Allo!”, morreu esta segunda-feira de manhã, numa unidade de cuidados de saúde, aos 75 anos.

“‘Allo ‘Allo!” foi uma das séries de maior êxito da BBC, que imortalizou Gordon Kaye como René Artois, o dono do café francês na vila de Nouvion, durante a Segunda Guerra Mundial. Uma série que parodiava as forças nazis que ocuparam território francês durante a II guerra mundial, assim como a resistência francesa, os agentes secretos ingleses e aviadores e a terrível Gestapo. A série, emitida entre 1982 e 1992, contou com a presença do ator em todos os episódios, 85 no total, todos transmitidos em Portugal pela RTP. A última vez que a série regressou ao pequeno ecrã foi em 2007, numa edição especial.

A atriz Carmen Silvera, que interpretava o papel de Edith Artois, mulher de René, morreu em 2002, assim como o ator Richard Marner, que interpretou o coronel Kurt von Strohm, morreu em 2004. Fizeram ainda parte do elenco Guy Siner (Lieutenant Hubert Gruber), Vicki Michelle (Yvette Carte-Blanche), Kim Hartman (Private Helga Geerhart).

Nascido no Reino Unido em 1941, fez a sua estreia na televisão na novela Coronation Street, em 1969, tendo-se seguido séries como “It Ain’t Half Hot Mum”, “Are You Being Served?”, “Born and Bred” e “Come Back Mrs. Noah”, todas nos anos 1970. Gordon foi sobretudo um ator de comédia, tendo feito praticamente televisão e algum teatro e cinema. Entrou ainda nos filmes “Os jovens Ladrões de Cavalos” (1976) de Charles Jarrott e em “Aventuras em Terras do Rei Bruno, o Discutível” (1977) e “Brazil: O outro lado do sonho” (1985), ambos de Terry Gylliam.

“Gorden Kaye era um ator de comédia fantástico cujo papel de assinatura, René Artois, conquistou o ser lugar no passeio da fama da comédia”, disse à BBC Shane Allen, o responsável de comédia na BBC. “Ele foi fundamental para que ‘Allo ‘Allo! fosse uma série com tanta longevidade e tão querida. O seu trabalho permanece e os nossos pensamentos estão com os seus amigos e familiares nesta hora triste”, acrescentou.

Gordon Kaye será sempre o eterno René Artois no seu café, rodeado dos seus amigos, alemães, franceses e ingleses.