Goya

Goyas 2017: Vencedores

“Tarde para la Ira”, de Raúl Arévalo, foi a surpresa da cerimónia da 31ª edição dos prémios Goya, ao vencer os prémios de Melhor Filme, Melhor Realizador Revelação, Melhor Ator Secundário e Melhor Argumento Original. Mas foi o drama “A Monster Calls”, de Juan Antonio Bayona, o grande vencedor da noite arrecadando nove troféus.

Melhor Filme
Tarde para la Ira, de Raúl Arévalo
Melhor Documentário
Frágil Equilibrio, de Guillermo García López
Melhor Filme de Animação
Psiconautas, los Niños Olvidados, Alberto Vázquez e Pedro Rivero
Melhor Filme Ibero-Americano
El Ciudadano Ilustre, de Gastón Duprat e Mariano Cohn (Argentina)
Melhor Filme Europeu
Elle, de Paul Verhoeven (França)
Melhor Curta-Metragem de Ficção
Timecode, de Juanjo Giménez Peña
Melhor Curta-Metragem Documental
Cabezas Habladoras, de Juan Vicente Córdoba
Melhor Curta-Metragem de Animação
Decorado, de Alberto Vázquez
Melhor Direcção de Produção
A Monster Calls, Sandra Hermida Muñiz
Melhor Realizador
Juan Antonio Bayona, A Monster Calls
Melhor Realizador Revelação
Raúl Arévalo, Tarde para la Ira
Melhor Ator
Roberto Álamo, Que Dios nos Perdone
Melhor Atriz
Emma Suárez, Julieta
Melhor Ator Secundário
Manolo Solo, Tarde para la Ira
Melhor Atriz Secundária
Emma Suárez, La Próxima Piel
Melhor Ator Revelação
Carlos Santos, El Hombre de las Mil Caras
Melhor Atriz Revelação
Anna Castillo, El Olivo
Melhor Argumento Original
Tarde para la Ira
Melhor Argumento Adaptado
El Hombre de las Mil Caras
Melhor Montagem
A Monster Calls
Melhor Fotografia
A Monster Calls
Melhor Música Original
A Monster Calls, Fernando Velázquez
Melhor Canção Original
“Ai, ai, ai”, de Sílvia Pérez Cruz, Cerca de Tu Casa
Melhor Som
A Monster Calls
Melhor Direcção Artística
A Monster Calls
Melhor Guarda-Roupa
1898. Los Últimos de Filipinas
Melhor Caracterização
A Monster Calls
Melhores Efeitos Especiais
A Monster Call