Terminou à instantes a cerimónia da entrega dos Prémios Sophia 2017, atribuídos pela Academia Portuguesa de Cinema, com “Cartas da Guerra” a triunfar em nove categorias, que inclui Melhor Filme, Melhor Realizador (Ivo M. Ferreira), Melhor Argumento Adaptado (Ivo M. Ferreira, Edgar Medina) e Melhor Fotografia (João Ribeiro).

“Cinzento e Negro”, que contava com 14 nomeações, venceu apenas três, Melhor Ator (Miguel Borges), Melhor Argumento Original (Luís Filipe Rocha) e Melhor Banda Sonora (Mário Laginha). Já “A Mãe é que Sabe” venceu nas categorias de Melhor Ator Secundário (Adriano Carvalho) e Melhor Atriz Secundária (Manuela Maria).

O prémio de Melhor Documentário foi para “Mudar de Vida, José Mário Branco, vida e obra de Nelson Guerreiro e Pedro Fidalgo, enquanto que o de Melhor Documentário em Curta-Metragem foi para “Balada de um Batráquio” de Leonor Teles.

Melhor Filme
Cartas da Guerra, de Ivo M. Ferreira
Melhor Realizador
Ivo M. Ferreira, por Cartas da Guerra
Melhor Ator
Miguel Borges, em Cinzento e Negro
Melhor Atriz
Ana Padrão, em Jogo de Damas
Melhor Ator Secundário
Adriano Carvalho, em A Mãe é que Sabe
Melhor Atriz Secundária
Manuela Maria, em A Mãe é que Sabe
Melhor Argumento Original
Luís Filipe Rocha, por Cinzento e Negro
Melhor Argumento Adaptado
Ivo M. Ferreira, Edgar Medina, por Cartas da Guerra
Melhor Fotografia
João Ribeiro, por Cartas da Guerra
Melhor Maquilhagem e Cabelos
Nuno Esteves “Blue” e Nuno Mendes, por Cartas da Guerra
Melhor Direção Artística
Nuno G. Mello, por Cartas da Guerra
Melhor Som
Ricardo Leal, por Cartas da Guerra
Melhor Guarda-Roupa
Lucha d’Orey, por Cartas da Guerra
Melhor Montagem
Sandro Aguilar, por Cartas da Guerra
Melhor Banda Sonora Original
Mário Laginha, por Cinzento e Negro
Melhor Canção Original
Refrigerantes e Canções de Amor, letra Sérgio Godinho e música Filipe Raposo, em Refrigerantes e Canções de Amor
Melhor Documentário
Mudar de Vida, José Mário Branco, vida e obra, de Nelson Guerreiro, Pedro Fidalgo
Prémio Sophia Estudante
A Instalação do Medo, de Ricardo Leite
Melhor Curta-Metragem de Ficção
Menina, de Simão Cayatte
Melhor Curta-Metragem de Animação
Estilhaços, de José Miguel Ribeiro
Melhor Documentário em Curta-Metragem
Balada de um Batráquio, de Leonor Teles