Academia Portuguesa de Cinema vai atribuir, pela primeira vez, os Prémios Nico, assim designados em homenagem ao ator e realizador Nicolau Breyner, para reconhecer novos talentos que de alguma forma evidenciam as qualidades e os sonhos que todos reconheciam em Nicolau Breyner.

Para o Presidente da Academia, Paulo Trancoso, ”Nicolau Breyner não era apenas um grande ator, era alguém que encorajava e transmitia aos jovens a importância da capacidade de sonhar. Os Prémios Nico destinam-se precisamente a reconhecer talentos incontornáveis como foi o dele.” 

Os Prémios Nico serão entregues ao realizador Nuno Rocha, pela obra “A Mãe é Que Sabe”, ao designer Igor Ramos, autor do cartaz japonês de “O Ornitólogo” (considerado um dos 10 melhores do ano a nível mundial) e ao jovem ator Miguel Cunha, pela sua participação no filme “Zeus”, recentemente premiado no Festival Caminhos do Cinema Português, com o galardão de melhor ator secundário.

Os troféus, concebidos e produzidos pela joalharia Anselmo 1910, serão entregues no dia 6 de julho, durante as comemorações do 6º aniversário da Academia, que este ano se celebram na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa, reunindo membros da direção, patrocinadores e os premiados.

Fonte: Academia Portuguesa de Cinema