"O Coveiro" (2013)_1

Terminou há instantes a 7ª edição do MOTELx – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, com atribuição do Prémio Yorn MOTELx 2013 – Melhor Curta de Terror Portuguesa ao filme “O Coveiro”, de André Gil Mata. A curta de animação, que conta “uma história, narrada ao luar, de uma criança que nasceu monstro”, recebeu um prémio monetário no valor de 3 mil euros, mais 2500€ em serviços de pós-produção vídeo na Pixel Bunker e um fim-de-semana de inspiração num dos Hotéis Belver. A curta-metragem ainda automaticamente seleccionada para o Méliès d’Or de Melhor Curta-Metragem Europeia, atribuído anualmente no Festival de Sitges (Espanha) pela Federação Europeia de Festivais de Cinema Fantástico (EFFFF). O prémio foi atribuído pelo júri, pela sua pela “concepção extraordinariamente poética, cumprindo o melhor da tradição literária do horror”, assim como a sua “composição técnica irrepreensível e de grande originalidade”.

O Júri, constituído por Nuno Markl, Safaa Dib e Thierry Philips, decidiu também atribuir uma menção honrosa à curta “O Desespero”, de Rui Pilão, sobre a crise e as medidas de austeridade que “empurram um homem para atos desesperados que colocam a existência da sua família em risco”.