O cinema nasceu a 28 de Dezembro de 1895 na cave do Grand Café, em Paris. Os irmãos Lumière, criaram o cinematógrafo e fizeram a primeira projecção pública e paga, nesse café. Foram passadas curtas-metragens como “A saída dos trabalhadores da fábrica” e “A chegada do comboio à estação”. O Cinema Mudo foi uma época do cinema, que surge desde o inicio da existência do cinema e termina em 1927 com o surgimento do Som (“O Cantor de jazz” foi o primeiro filme sonoro).

 

O cinema mudo caracteriza-se pela: expressividade gestual e mímica dos actores; importância da imagem, do enquadramento e da composição dos planos; montagem; uso de efeitos sonoros, de entretítulos, grandes planos, efeitos gráficos; importância dada a certos objectos (paisagem, rosto, objectos em grande plano), a certos temas (sonho, fantástico, cósmico), a certos géneros (lírico, melodramático, burlesco).

 

Até ao inicio dos anos 20, o cinema já tinha feito grandes clássicos, tais como: “A Viagem à Lua” de Georges Méliès,“O Grande Assalto ao Comboio” de Edwin S. Porter, “O Nascimento de uma Naçao”, “O Lírio Quebrado” e“Intolerância” de D.W. Griffith“O Gabinete do Dr. Caligari” de Robert Wiene, “O Doutor Mabuse” de Fritz Lang“Nosferatu, O Vampiro” de F. W. Murnau e muitos outros.

 

Em meados dos anos 20, a indústria do cinema Americano produzia mais de metade dos filmes que se viam em todo o mundo. Durante os anos 20 consolidou-se o sistema de estúdios e das estrelas que durou até aos anos 50. Em Hollywood surgiram cinco grandes majors americanas, a Paramount, a Fox, a MGM, a Warner Brothers e a RKO, seguidas pela Universal, United Artists e a Columbia. Juntas, formaram um oligopólio muito forte que controlava cerca de 95% da exibição nos Estados Unidos. Em França surgiu o estúdio Pathé, que ainda hoje existe, que foi o maior estúdio de cinema francês. O sistema de estrelas ou o “star system” foi criado nesta altura com o objectivo de promover e explorar, numa lógica económica e industrial os actores da época. Rudolph ValentinoMary Pickford e Greta Garbo são alguns exemplos do “star system”.

 

Foi durante a era do cinema mudo que a comédia americana alcançou mais audiências por todo o mundo. Isto devia-se especialmente ao génio da comédia de Charles Chaplin, Buster Keaton e Stan Laurel e Oliver Hardy, que atingiram, todos eles, o seu apogeu nos anos 20. Apenas Chaplin conseguiu transitar para a era do som, resistindo ao diálogo durante 13 anos. Só em 1936, com “Tempos Modernos”, a sua voz seria ouvida pela primeira vez, a cantar uma divertida música. Os grandes nomes da era do cinema mudo foram Chaplin e Griffith, que contribuíram para o desenvolvimento e a consolidação da narrativa e da construção da linguagem cinematográfica.