A obra literária de Dostoiévski explora vários temas, entre eles a autodestruição, a humilhação e o crime. A forma como o autor explorou o caos interior, através do suicídio, loucura ou homicídio faz com que a sua herança literária seja transversal a muitos escritores. Dostoiévski é sem dúvida uma grande influência tanto para a literatura contemporânea como para outras formas de arte, e o cinema é um bom exemplo disso.

Sendo assim, trazemos sete filmes que exploram de forma densa esses sentimentos tão característicos do autor russo. Nenhum destes filmes é uma adaptação direta das obras de Dostoiévski.

A Corda (1948), de Alfred Hitchcock
Dois estudantes de boas famílias matam um amigo por puro prazer intelectual e escondem o corpo dentro duma mala num luxuoso apartamento.

O Carteirista (1959), de Robert Bresson
A personagem principal é Michel (Martin LaSalle), um jovem que começa a roubar carteiras por prazer e pela emoção do roubo. É preso e percebe o choque que isso causa à mãe e aos seus amigos. Porém, depois de solto, alia-se a um ladrão veterano e volta ao crime.

Taxi Driver (1974), de Martin Scorsese
Um veterano da guerra do Vietname (Robert De Niro) conduz um táxi e torna-se num homem solitário, cheio de frustrações e estabelece uma relação com uma prostituta de catorze anos (Jodie Foster). A vida sórdida que testemunha leva-o a atuar de forma violenta.

Bem-Vindo Mr. Chance (1980), de Hal Asbhy
Conta a lenda que pouco depois de ter lançado o livro “Being There”, o seu autor Jerzy Kosinski, recebeu um telegrama da sua personagem principal: Chance, o jardineiro. A mensagem dizia “Disponível no meu jardim ou fora” e incluía um número de telefone. Quando ligou para o número, Kosinski foi surpreendido por quem atendeu, Peter Sellers. Sellers acabou por ficar com o papel de Mr. Chance e realizou uma das interpretações mais marcantes da sua carreira (tendo sido nomeado para um Óscar e vencido os prémios de Melhor Ator dos Globos de Ouro) neste clássico da comédia moderna. Tendo vivido toda a sua vida isolado do mundo, dentro de uma mansão em Washington, Chance conhece o mundo apenas através da televisão. Quando as circunstâncias da vida lhe pregam uma partida, vê-se atirado para o meio de um círculo de importantes políticos na procura de «novas ideias e abordagens».

Match Point (2005), de Woody Allen
“Match Point” é a história de um jovem, da sua ascensão na sociedade e as terríveis consequências da sua ambição. Com um brilhante argumento e um magnífico elenco, o último filme de Woody Allen foi aplaudido por toda a crítica mundial. Chris Wilton (Jonathan Rhys-Meyers) é um jovem instrutor de ténis que se vê envolvido com uma família da alta sociedade inglesa ao dar aulas a Tom Hewitt (Matthew Goode), o que conduz à sua ascensão económica e social e, consequentemente, ao envolvimento com duas mulheres: Chloe (Emily Mortimer), irmã de Tom, por quem não sente grande paixão e Nola Rice (Scarlett Johansson), a bela e sensual noiva americana de Tom que ambiciona ser atriz. Apesar de contrair matrimónio com Chloe, Chris sente-se obsessivamente atraído pela irresistível Nola, com quem mantém fogosas aventuras sexuais. Entre duas mulheres, ele vai ser vítima da sua própria encruzilhada…

The Departed – Entre Inimigos (2008), de Martin Scorsese
Billy Costigan (Leonardo DiCaprio), um policia novato, nasceu no seio do crime. É, por isso, o espião perfeito. Um homem integrado na máfia liderada por Frank Costello (Jack Nicholson). A missão: ganhar a confiança de Costello e ajudar os seus colegas detectives (Mark Wahlberg e Martin Sheen) a apanhá-lo. Entretanto, todos confiam em Colin Sullivan (Matt Damon) e ninguém suspeita que ele é o espião de Costello. “The Departed” incide ferozmente na forma como estas vidas sob disfarce se interligam e colidem. Martin Scorsese realiza o filme, dirigindo um elenco intemporal numa história visceral de crime e consequência. Trata-se de um filme marcante e viciante.

O Homem Duplicado (2013), de Denis Villeneuve
Um pacato professor de história descobre acidentalmente a existência de um sósia seu, um ator, quando decide ver um filme. Depois disto, o professor decide ir atrás do seu ‘duplo’, tentando assumir o papel deste, para descobrir tudo sobre o ator. De repente, tudo muda na vida de todas as personagens.

Este artigo foi originalmente publicado na Comunidade Cultura e Arte, tendo sido aqui reproduzido com a devida autorização.