Festa do Cinema Italiano 2013_1

Arranca hoje a 6ª edição do 8 1⁄2 Festa do Cinema Italiano, que irá decorrer até 14 de abril, em várias cidades do páis, Lisboa (20-28 março),  Coimbra (2-5 abril), Porto (4-7 abril), Funchal (11-14 abril), e também em Luanda (6-9 junho). A abertura oficial decorreu ontem em Lisboa, com a mítica Festa de Abertura do 8 ½ no belíssimo Miradouro Portas do Sol, mas é hoje que arranca com a exibição de “Romanzo di una Strage”, do realizador italiano Marco Tullio Giordana, o autor de “A Melhor Juventude” (2003), às 21h30, na Sala Manoel de Oliveira, no cinema São Jorge. Este é um filme que reconstrói um dos episódios mais sangrentos da recente história italiana, um atentado ocorrido em Roma, em 1969.

 

O programa é diversificado, indo desde o melhor cinema italiano mais recente aos clássicos. Na secção competitiva encontram-se sete filmes, primeiras ou segundas obras de autores italianos, que concorrem ao prémio de melhor filme em competição. Esta secção promove a descoberta dos registos mais proeminentes do novo cinema italiano e de obras que se destacam pela inovação a nível de conteúdo e de linguagem. Destaque para “Io Sono Li”, de Andrea Segre e para “Il Futuro” de Alicia Scherson. Haverá também vários ciclos de retrospectiva: como o Focus, o cinema di genere italiano, denominação que designa todas aquelas produções cinematográficas internacionalmente conhecidas como B-movies. Nesta secção destacam-se os westerns spaghettis “Vamos a Matar, Companeros!” de Sergio Corbucci e “Se Sei Vivo Spara” de Giulio Questi; uma homenagem aos 50 anos de “Fellini Oito e Meio” (1963) de Federico Fellini e de “O Leopardo” (1963), de Luchino Visconti; na secção Panorama, existe uma seleção de longas-metragens produzidas ao longo do último ano, aplaudidas pelo público e pela crítica internacional, como “A Melhor Oferta” (2012) de Giuseppe Tornatore (que será o filme de encerramento, no dia 28 de março, às 21h30 em Lisboa) e “O Intervalo” (2012) de Leonardo Di Costanzo.

 

“A grande novidade este ano, a nível de estrutura de programação, é o lançamento da secção Altre Visioni, composta por obras que refletem uma abordagem singular à linguagem cinematográfica. É dado ainda espaço à música, com o concerto dos Calibro 35, grupo que se inspira nas bandas-sonoras dos policiais italianos dos anos 70. Haverá ainda lugar para a exibição de uma seleção de curtas numa sessão especial dedicada ao jovem autor Alessio Di Zio”.

 

Festa do Cinema Italiano 2013 - cartaz

Fonte: Festa do Cinema Italiano