Arranca hoje a 5ª edição do 8 1⁄2 Festa do Cinema Italiano, que irá decorrer até 13 de Maio, em várias cidades do páis, Lisboa (12-19 abril), Funchal (26-29 abril), Coimbra (1-3 maio), Porto (10-13 maio) e também a Guimarães (4-6 maio), no âmbito de Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura.

 

A sessão de abertura coube a “Este é o Meu Lugar”, de Paolo Sorrentino (que estará presente como convidado na ante-estreia), e pode ser visto hoje em Lisboa às 21h30 no Cinema Medeia Monumental. O filme, que já passou pelo Fantasporto 2012, estreia nos cinemas comerciais a 25 de abril. Sorrentino terá ainda direito a uma homenagem, com a projeção de quatro filmes seus, pois “distingue-se pelo seu estilo rigoroso, quase geométrico na escolha dos enquadramentos e dos movimentos mecânicos, que enriquece com uma escrita inovadora e excêntrica. Sofisticado na escolha das bandas sonoras, o visionário, eclético e multipremiado Sorrentino é uma das figuras mais importantes do panorama cinematográfico italiano contemporâneo.”.

 

Uma mostra da melhor selecção de longas-metragens, em competição e fora de competição, e curtas-metragens produzidas ao longo do último ano; ciclos de retrospectiva (Ermanno Olmi) e homenagens (Paolo Sorrentino, Pietro Marcello e o colectivo Flatform), documentarios (uma radiografia da Itália contemporanea) videoclips (este ano dedicados ao cantautor recentemente desaparecido, Lucio Dalla), e paralelamente, eventos culturais como concertos, encontros e leituras e gastronomia.

 

Este ano os espectadores do 8 1⁄2 têm uma palavra a dizer através do recém criado prémio do público Endesa. Esta distinção junta-se ao Prémio Oficial Rottapharm – Madaus atribuido pelo painel dos jurados da Festa. Ambos os prémios serão atribuidos aos filmes em competição.

Concorrem ao prémio de melhor filme em competição seis longas-metragens, são elas, “Corpo Celeste” de Alice Rohrwacher, “Là Bas” de Guido Lombardi, “Il Mio Domani” de Marina Spada, “Ruggine” de Daniele Gaglianone, “Scialla!” de Francesco Bruni e “Sette Opere di Misericordia” de Gianluca e Massimiliano De Serio. O júri da secção competitiva é composto por:  Leonor Silveira, Roberto Perpignani e Lorenzo De Stefani.

Destaque ainda para Ermanno Olmi, que será o principal cineasta homenageado, onde poderá ser possível ver “A árvore dos tamancos”, “Il tempo si è fermato”, “Il posto” eIl villaggio di cartone”.

 

A Sessão de Encerramento realiza-se a 19 de abril, às 21h30, em Lisboa no Cinema Medeia Monumental, com a projeção de “Terraferma” de Emanuele Crialese, (faz parte da secção Parnorama).

 

A realização da Festa do Cinema Itáliano realiza-se graças à colaboração das muitas entidades que apoiam e patrocinam este festival, como a Embaixada de Itália, o Istituto Italiano di Cultura de Lisboa, a Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema, Guimarães 2012 – o patrocinador oficial Rottapharm- Madaus e o patrocinador principal Endesa Portugal.