O destaque da semana vai para “Um Desastre de Artista”, realizado por James Franco que adaptou o livro homónimo sobre os bastidores da rodagem, co-escrito por Greg Sestero, amigo de Wiseau e ator em “The Room”, e pelo jornalista Tom Bissell. Franco encarna o próprio Wiseau, enquanto o seu irmão, Dave Franco, faz de Sestero. “Um Desastre de Artista” estreia hoje nas salas de cinema nacionais.

Em 2003, “The Room”, um filme realizado, protagonizado, escrito, produzido e financiado por Tommy Wiseau, um misterioso homem originário da Europa de Leste que alegava ser americano de gema, estreou-se em apenas duas salas de cinema de Los Angeles. Foi um enorme desastre de bilheteira. Mas tornou-se um filme de culto, com sessões especiais regulares que continuam até hoje um pouco por todo o mundo – até já houve por Portugal. Só que o fascínio que existe à volta de “The Room” não é pelas características positivas do filme, antes pela forma incompetente e incoerente como o filme foi feito. Há quem lhe chame “O Mundo a Seus Pés” dos maus filmes ou “o melhor pior filme” de sempre.

Sinopse: Cinecartaz