Um filme “feito de fãs para fãs”. É assim que os criadores da prequela não-oficial de Harry Potter descrevem o filme “Voldemort: Origins of the Heir”. Lançado no passado sábado, dia 13 de janeiro, o filme já se encontra disponível no YouTube.

“Voldemort: Origins of the Heir” retrata a entrada na idade adulta de Tom Marvolo Riddle, o herdeiro de Slytherin que viria a tornar-se Voldemort. Esta é uma produção independente e não oficial, contrariamente aos filmes oficiais. Além disso, todos os atores e equipa técnica são italianos.

O realizador Gianmaria Pezzato revelou em entrevista ao Polygon que conseguiu a autorização da Warner Bros em 2017: “Tivemos uma discussão privada e confidencial com a Warner Bros, que nos contactou durante o período de financiamento coletivo. A única coisa que posso dizer é que eles nos deixaram continuar com o filme, de um modo não lucrativo, obviamente”.

Restrições no orçamento e a própria Warner Bros, que detém os direitos do universo Harry Potter, foram alguns dos obstáculos durante a realização deste filme, idealizado em 2016, durante a releitura de “Harry Potter and the Half-Blood Prince”.

Inspirado, assim, no sexto livro da saga, o filme procura preencher os espaços brancos deixados pela autora J.K. Rowling na história do vilão. Contada pela perspetiva de Grisha McLaggen (herdeira de Gryffindor e amiga de juventude de Tom), a história foca-se na busca do jovem pelos objetos perdidos dos fundadores de Hogwarts, que dão origem aos talismãs da morte que Harry Potter destrói nos filmes oficiais.