O destaque da semana vai para “Ramiro”, uma comédia realizada por Manuel Mozos (“Xavier”, “Ruínas”, “João Bénard da Costa: Outros Amarão as Coisas Que Eu Amei”), segundo um argumento de Telmo Churro e Mariana Ricardo e produzido pela O Som e a Fúria. Filme de abertura na 15.ª edição do Doclisboa (mesmo sendo uma obra de ficção), “Ramiro” conta com as actuações de António Mortágua, Fernanda Neves, Madalena Almeida e Sofia Marques, entre outros. “Ramiro” estreia hoje nas salas de cinema nacionais.

Ramiro é um alfarrabista que, depois de escrever um livro que se tornou um êxito, entrou em crise de inspiração. Passaram-se anos e ainda não encontrou forma de passar para a escrita as ideias que tem para uma segunda obra. Sem família, passa os dias entre a sua pequena loja, situada num dos bairros mais populares de Lisboa, e as saídas à noite com alguns amigos de copos. Mas as pessoas de quem se sente mais próximo são as vizinhas Daniela e Amélia. A primeira é uma adolescente despreocupada que está grávida; a segunda é a alegre avó de Daniela, que sofreu recentemente um AVC e se encontra em fase de recuperação. E a colorir um pouco mais a monotonia da vida de Ramiro há também Patrícia, uma rapariga simpática que há muito está apaixonada por ele…

Sinopse: Cinecartaz