O Cineclube de Guimarães continua, em fevereiro, com o Ciclo de Cinema “Toda a nudez será censurada”, que inclui a exibição de “Salmo Vermelho” de Miklós Jancsó e “Um Caso Perdido”, de Claude Autant-Lara. O programa deste mês inclui ainda dois filmes de René Clair, “Entr’acte” (1924) e “À Nous la Liberté” (1931), que serão apresentados pela pianista Joana Gama, em comemoração dos 150 anos do nascimento do excêntrico compositor francês Erik Satie (1866-1925).

As sessões decorrem no Centro Cultural de Vila Flor, no Grande Auditório, ás 21h45.

Sócio: 3,5€ de cota mensal, entrada livre nas sessões.

Não Sócio: bilhete de 3,5€ para assistir a uma sessão que pode ser convertido em cota mensal no ato da inscrição.

11 fevereiro

O Rei das Berlengas, de Artur Semedo, Portugal, 1976, 100′

14 fevereiro

Lisbon Revisited 3D, de Edgar Pêra, Portugal, 2014, 66′

14 fevereiro

Salmo Vermelho, de Miklós Jancsó, Hungria, 1972, 87′

21 fevereiro

Minha Mãe, de Nanni Moretti, Itália/França, 2015, 106′

23 fevereiro

Um Caso Perdido, de Claude Autant-Lara,  França/Itália, 1958, 105′

25 fevereiro

Entr’acte, de René Clair, França, 1924, 25′

À Nous la Liberté, de René Clair, França, 1931, 104′

28 fevereiro

The Revenant: O Renascido, de Alejandro G. Iñárritu, EUA, 2015, 156′

Fonte: Cineclube de Guimarães