5   +   9   =  

Arouca Film Festival 2014_1

O filme franco-belga,“Electric Indigo” de Jean-Julien Collette, venceu a lousa de ouro de Melhor Filme e o prémio de Melhor Filme de Ficção da 12ª edição do Arouca Film Festival (Festival Internacional de Cinema de Arouca), que terminou este domingo. “The Jigsaw”, de Basil Al-Safar e Rashaj Al-Safar, venceu a lousa de prata, enquanto o melhor argumento foi para a curta portuguesa “Remissão completa”, de Carlos Melim, que recebeu também o prémio do público. Durante os três dias de duração, o Arouca Film Festival exibiu 31 curtas-metragens, oriundas da Alemanha, Argentina, Bélgica, Brasil, Espanha, EUA, França, Inglaterra, Irão e Portugal.

 

Lousa de Ouro – Melhor Filme

Electric Indigo, de Jean-Julien Collette (França/Bélgica)

Lousa de Prata – Melhor Filme

The Jigsaw, de Basil Al-Safar e Rashad Al-Safar (Portugal/Reino Unido)

Melhor Filme de Ficção

Electric Indigo, de Jean-Julien Collette (França/Bélgica)

Melhor Documentário

Ngutu, de Felipe del Olmo e Daniel Valledor (Espanha)

Melhor Filme de Animação

Tarzan, Signe Baumane (EUA)

Melhor Videoclip

D-Tox, de Paulo César Fajardo (Portugal)

Menção Honrosa – Videoclip

Insects for Alice, de Luís Costa (Portugal)

Melhor Interpretação

António Rama, Martim Barbeiro, Carmen Santos, Adriano Carvalho, Inês de Medeiros, Fernando Tavares Marques e Augusto Portela, em O Meu Avô (Portugal)

Melhor Realizador

Rui Falcão, Balança (Portugal)

Melhor Argumento

Frederico Ferreira, por Remissão Completa (Portugal)

Melhor Fotografia

Rashad Al-Safar, por The Jigsaw (Portugal/Reino Unido)

Melhor Montagem

César Esteban Alenda, por Inertial Love (Espanha)

Prémio do Público

Remissão Completa, de Carlos Melim (Portugal)