Berlim 2016: Certame arranca hoje com “Salve, César!”, dos irmãos Coen

Arranca hoje a 66ª edição do Festival Internacional de Cinema de Berlim, um dos mais antigos e relevantes festivais de cinema do mundo, que irá decorrer até 21 de fevereiro em Berlim.

A sessão de abertura acontece com a estreia de “Salve, César!”, o novo filme dos irmãos Coen (Joel e Ethan). Com Josh Brolin, George Clooney (no papel principal) Ralph Fiennes, Scarlett Johansson, Tilda Swinton e Jonah Hill, entre outros, os irmãos Cohen levam-nos até aos últimos momentos da idade de ouro de Hollywood, durante o auge do sistema de estúdio, em tom de comédia e musical.

“Salve, César!” foca-se num dia da vida de um executivo de um grande estúdio de Hollywood que tem que resolver uma data de problemas estranhos, entre os quais o rapto da sua grande estrela de cinema por uma organização que se auto-intitula como “O Futuro”. “Salve, César!” chega às salas de cinema portuguesas a 25 de fevereiro.

Esta edição do Berlinale é histórica para o cinema português, por ser a maior participação portuguesa de sempre. Ao todo vão marcar presença em Berlim oito filmes nacionais. Três deles estão selecionados para a secção competitiva, “Cartas de Guerra” de Ivo Ferreira, e as curtas “Balada de um batráquio” de Leonor Teles e “Freud und Friends” de Gabriel Abrantes. Fora de competição, está “Eldorado XXI” de Salomé Lamas, “Posto avançado do progresso” de Hugo Vieira da Silva, “Rio Corgo” de Maya Kosa e Sérgio da Costa, “L’oiseau de la nuit” de Marie Losier, e “Transmission from the Liberated Zones” de Filipa César.

A selecção de filmes a competir pelo Urso de Ouro conta com nomes fortes do cinema, como Jeff Nichols, Lav Diaz, Vincent Perez, Michael Grandage, Denis Côté, Thomas Vinterberg, André Téchiné ou Yang Chao. O Berlinale vai ainda receber a estreia europeia do documentário “Where to Invade Next”, do realizador Michael Moore.

Meryl Streep é a presidente do júri da 66ª edição do Festival de Berlim, a decorrer de 11 a 21 de fevereiro de 2016.

Consulte a seleção oficial do Berlinale 2016 aqui.