Brasil: 4ª edição do Festival Cinema Negro em Ação celebra a diversidade e o talento do cinema negro brasileiro

D GB Cinemateca Paulo Amorim 47

A 4ª edição do Festival Cinema Negro em Ação, promovido pelo Instituto Estadual de Cinema (Iecine) vinculado à Secretaria da Cultura do Estado do Rio Grande do Sul (Sedac), terá início nesta quinta-feira (7). A abertura do evento será marcada pela exibição especial de dois episódios da série “Amar é Para os Fortes”, seguida por um coquetel de lançamento às 20h, no Jardim Lutzenberger, na Casa de Cultura Mario Quintana.

 

Até 10 de dezembro, o festival proporcionará uma programação variada destinada aos entusiastas do cinema brasileiro e àqueles que buscam explorar e celebrar a cultura negra por meio das artes audiovisuais. O foco desta edição é evidenciar narrativas transversais e incentivar o diálogo entre diversas perspectivas criativas.

Ao longo dos quatro dias do festival, os participantes terão a oportunidade de participar de uma extensa gama de atividades, que incluem a mesa de discussão “Negritudes do Sul do país – Articulações e Coletividades”, além de reflexões sobre os desafios relacionados à profissionalização no mercado audiovisual.

O evento terá a participação de figuras ilustres, incluindo a homenageada do ano, Maria Angela de Jesus, uma das principais líderes do cenário audiovisual brasileiro. Outros profissionais renomados também estarão presentes, como o ator e roteirista Aldri Anunciação, o diretor de teatro e multiartista Thiago Pirajira, e a escritora e pensadora Winnie Bueno.

De acordo com Sofia Ferreira, diretora do Iecine, a homenagem a Maria Angela de Jesus representa um reconhecimento essencial às mulheres na indústria audiovisual brasileira, destacando especialmente as realizadoras negras.

 

“Entendemos que para honrar a diversidade brasileira nas telas do cinema nacional é fundamental que se garanta o protagonismo negro feminino por trás das câmeras em processos de tomada de decisão. O pioneirismo de Maria Angela é não só louvável como definitivo para o futuro da indústria audiovisual latina e sua rica pluralidade”, pontua Sofia.

 

Os filmes escolhidos para a mostra competitiva serão apresentados nos canais TVE-RS e Box Brasil TV, além da exibição na Cinemateca Paulo Amorim. A participação nas projeções na Cinemateca Paulo Amorim será livre, gratuita e aberta ao público em geral.

Skip to content