Brasil: REAG Belas Artes realiza mostra em homenagem ao centenário de Marlon Brando

Mostra será exibida por oito dias seguidos com os mais diversos filmes da carreira do astro americano
266649 marlon brando 1 f 1 266649 marlon brando 1 f 2

Em São Paulo, os amantes do cinema e os fãs de Marlon Brando terão uma experiência imperdível.

De 3 a 17 de abril, o cine REAG Belas Artes sediará a mostra especial “Marlon Brando 100 anos”. Em celebração ao centenário do icônico ator norte-americano, serão exibidos oito filmes cuidadosamente selecionados, proporcionando uma imersão única na arte e no legado de Brando.

Maratona

Em uma intensa maratona cinematográfica de oito dias consecutivos, iniciada no dia 3 em homenagem ao aniversário de Brando, os cinéfilos terão a oportunidade única de apreciar uma seleção criteriosa de filmes que capturam a essência de sua obra.

Para garantir essa experiência, a programação inclui desde seus filmes mais icônicos até suas obras mais íntimas e pessoais.

Onde está acontecendo a mostra?

Para os interessados, a mostra está sendo realizada no Cine Reag Belas Artes, localizado na Rua da Consolação, 2423, em São Paulo.

As sessões ocorrem às 18h, e os ingressos têm o valor de R$ 22,00 (inteira) e R$ 11,00 (meia). Eles estão disponíveis tanto no site quanto na bilheteria.

Marlon Brando

Poucos atores, se é que algum, alcançaram o impacto de Marlon Brando na arte da atuação americana. Desafiando as convenções de Hollywood, ele se tornou um dos principais representantes de uma nova geração de atores do pós-guerra.

Seu carisma envolvente em papéis como Stanley Kowalski na adaptação de “Um Bonde Chamado Desejo” (em Portugal: “Um Elétrico Chamado Desejo”)  (1951), de Elia Kazan, cativou o público e redefiniu o estilo de atuação.

A consagração de Brando veio com sua atuação magistral como Don Vito Corleone em “O Poderoso Chefão” (em Portugal: “O Padrinho”) (1972), de Francis Ford Coppola. Sua composição meticulosa do mafioso implacável, combinando força e vulnerabilidade, se tornou um marco na história do cinema e cimentou seu status como um dos maiores atores de todos os tempos.

Mesmo sendo grandioso, ele não hesitava em explorar novos espaços ou formatos. Além de estrelar filmes aclamados, optou por participar de produções menos reconhecidas, como “Revolta na Bounty” (1962), de Lewis Milestone, e “A Ilha do Dr. Moreau” (1996), de John Frankenheimer.

A mostra “Marlon Brando 100 anos”, organizada pela REAG Belas Artes, oferecerá uma oportunidade única para apreciar essa intensidade e autenticidade em suas performances, que contrastavam com a rigidez e artificialidade prevalentes na época, e que pavimentaram o caminho para um estilo de atuação mais genuíno e expressivo.


Programação:

11/4 – “Apocalypse Now: Final Cut”, de Francis Ford Coppola

12/4 – “Um Bonde Chamado Desejo”, de Elia Kazan

13/4 – “O Poderoso Chefão”, de Francis Ford Coppola

14/4 – “Apocalypse Now: Final Cut”, de Francis Ford Coppola

15/4 – “Sindicato de Ladrões”, de Elia Kazan

16/4 – “Superman – O Filme”, de Richard Donner

17/4 – “Um Bonde Chamado Desejo”, de Elia Kazan

Skip to content