Caminhos do Cinema Português 2014_2

O Festival Caminhos do Cinema Português regressa hoje para a sua 20ª edição, que se realiza em Coimbra até 22 de novembro. A Selecção Oficial Caminhos é composta por cerca de 62 filmes (11 longas de ficção, 12 documentários, 31 curtas de ficção e 8 animações). Nesta selecção dos caminhos da 20ª edição destacam-se os seguintes filmes: “É o Amor” de João Canijo, “O Grande Kilapy” de Zézé Gamboa, “E Agora Lembra-me?” de Joaquim Pinto, “Alentejo, Alentejo” de Sérgio Tréfaut, “Lápis Azul” de Rafael Antunes, “Imaculado” de Gonçalo Waddington, “Bicicleta” de Luís Vieira Campos, “Os Meninos do Rio” de Javier Macip, “O Coveiro” de André Gil da Mata, “Raquel Silvestre, A Pastora” de Marina Palácio, entre outros. O júri da selecção caminhos é composto por Gisela João, Vicente Alves do Ó, Ivo Canelas, Nicolau Breyner, Mário Augusto, Anabela Teixeira, Soraia Chaves e Rita Ferro.

“A Selecção Ensaios foi programada de acordo com o espírito do Festival. Quis-se oferecer o que de melhor, original e relevante se faz no panorama cinematográfico universitário português, sem imposições estéticas ou limites de género. Enfim, Todo o Cinema Português”. No total estão seleccionados 37 filmes de faculdades. O júri da selecção ensaios é composto por Tiago R. Santos, Francisco Dias e Artur Serra Araújo.

O diretor do festival, Vítor Ferreira deixou a seguinte mensagem a propósito da 20ª edição, “Em ano de recessão, de crise e de pronúncios de renovada austeridade, eis que voltamos a realizar o festival Caminhos do Cinema Português. E não volta numa edição qualquer, voltamos para trazer à cidade e à região a XX edição. Uma edição repleta de actividades, que para além das já consagradas secções com filmes em competição, como a Selecção Caminhos, o espaço competitivo nobre por excelência, a Selecção Ensaios, constituída por todos aqueles que em contexto académico se dedicam a sétima arte e ao audiovisual, volta igualmente com os Caminhos Juniores, o espaço dos mais novos, Caminhos Seniores, sessões especialmente programadas para fomentar processos de sociabilização e Caminhos Mundiais, este ano dedicados ao cinema polaco.”.

O festival Caminhos do Cinema Português é uma iniciativa co-organizada pela AACC – Associação de Artes Cinematográficas de Coimbra e do CEC – Centro de Estudos Cinematográficos/AAC. Os Caminhos voltaram e com ele “Todo o Cinema Português”!

 

Selecção Caminhos

Longas-Metragens de Ficção

7 Pecados Rurais, de Nicolau Breyner

Bobô, de Inês Oliveira

É o Amor, de João Canijo

Eclipse em Portugal, de Alexandre Valente

Famel Top Secret, de Jorge Monte Real

O Frágil Som do Meu Motor, de Leonardo António

O Grande Kilapy, de Zézé Gamboa

O Primeiro Verão, de Adriano Mendes

Um Fim do Mundo, de Pedro Pinho

A Vida Invisível, de Vítor Gonçalves

Virados do Avesso, de Edgar Pêra

 

Documentários

Aldeia dos Tísicos, de Hugo Dinis Neves

Alentejo, Alentejo, de Sérgio Tréfaut

Caçadores de Anjos, de Isabel Medina

Chico Malha, de Guilherme Gomes e Miguel Reis

Conversas do Mundo, de Projecto Alice – CES(UC) e Pedro Neves

E Agora? Lembra-me, de Joaquim Pinto

I Love Kuduro, de Mário Patrocínio

O Inverno no Jardim, de Ricardo Espírito Santo

Lápis Azul, de Rafael Antunes

Nós os Chineses, de Carlos Fraga

Pára-me de Repente o Pensamento, de Jorge Pelicano

O Rio – Parte 2, de Luís Antero e Tiago Cerveira

Silêncios de um Gesto, de Pedro Sousa

Terra, de Pedro Lino

 

Curtas-Metragens de Ficção

Alex e Liliane, de Fernando Centeio

Bicicleta, de Luís Vieira Campos

Bodas de Papel, de Francisco Antunez

Branco, de Luís Alves

Bué Sabi, de Patrícia Vidal Delgado

Canal, de Rita Nunes

Cigano, de David Bonneville

Coisa de Alguém, de Susanne Malorny

Coro dos Amantes, de Tiago Guedes

O Coveiro, de André Gil Mata

Dédalo, de Jerónimo Rocha

Dios por el Cuello, de José Trigueiros

Eden, de Fábio Freitas

Fatale, de Dário Ribeiro

Imaculado, de Gonçalo Waddington

Longe do Éden, de Carlos Amaral

Maria, de Joana Viegas

Maria, de Mariana Marques

Os Meninos do Rio, de Javier Macip

O Meu Avô, de Tony Costa

Miami, de Simão Cayatte

Na Escama do Dragão, de Ivo M. Ferreira

Outono, de Marco Amaral

Ponto Morto, de André Godinho

Por Aqui Nada de Novo, de Pedro Augusto Almeida

O Que Eu Entendo por Amor, de Ricardo Martins

Toda a Serra tem a Sua Bruxa, de Luís Belo, Ana Seia de Matos e L. Filipe dos Santos

Torres, de André Guiomar

Triângulo Dourado, de Miguel Clara Vasconcelos

Uma Noite na Praia, de São José Correia

Videoclube, de Ana Almeida

 

Animação

20 Desenhos e Um Abraço, de José Miguel Ribeiro

Ana Um Palíndromo, de Joana Toste

O Canto dos 4 Caminhos, de Nuno Amorim

Carrotrope, de Paulo D’Alva

Fado na Noite, de Fernando Relvas

Navegar, de Carlos Silva e Pedro Almeida

Raquel Silvestre, A Pastora, de Marina Palácio

 

Selecção Ensaios Visuais

Caminhos do Cinema Português

Esperança, de Pedro Branco

DocNomads

Bétail, de Joana Sousa

Associação Diogo de Azambuja – Escola Profissional de Montemor-o-Velho

O Tesouro da Doçaria Conventual, de Telmo Simões

Escola Superior Artística do Porto

Ao Salvamento!, de Ricardo Leite

Balança, de Rui Falcão

É de Espinho Viva!, de Ricardo Leite

O Filho da Mãe, de Gonçalo Loureiro

Instituto Politécnico de Coimbra – Instituto Superior de Engenharia de Coimbra

Os Tomates do Padre Inácio, de Horácio Batalha

Instituto Politécnico de Leiria

Agora Nós!, de Pedro Soares

Instituto Politécnico de Leiria – Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Raínha

In/Operável, de Carolina Val-do-Rio

Imóvel, de Sérgio Galvão Roxo

Instituto Politécnico de Lisboa – Escola Superior de Teatro e Cinema

O Corpo Maior, de Marta Moreno e Bárbara Janicas

Estranhamento, de Pedro Cabeleira

Fúria, de Diogo Baldaia

O Sítio Onde as Raposas Dizem Boa Noite, de Rui Esperança

Tudo Vai sem se Dizer, de Rui Esperança

Um Cadáver Chamado Alfredo, de João Estrada

Vulto, de Diogo Baldaia

Instituto Politécnico de Tomar – Escola Superior de Tecnologia de Abrantes

Lazareto, de Diogo Allen

Instituto Politécnico do Porto – Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo

Se o Dia Chegar, de Pedro Santasmarinas

L’École de Métiers du Cinéma et de la Télévision – EICAR, Paris

Com o Passar dos Dias, de Filipa Ruiz

Les Fresnoy – Universidade Lusófona

Antero, de Ico Dias

New York University

The Buffalo Kid, de Pedro Marnoto

Restart – Instituto de Criatividade, Artes e Novas Tecnologias

Íris, de Hugo Magro

Luz, de Tiago Brito

Nuvula, de Hugo Magro

Universidade Católica do Porto

Pena Fria, de Luís Costa

Universidade da Beira Interior

Demência, de Rafael Almeida

Fronteira, de António Lopes

O Homem que Remava o Barco, de Bruno Rosa

Universidade de Coimbra – Centro de Estudos Sociais

Uma Revolução Tranquila. Os Orçamentos Participativos numa Perspectiva Portuguesa, de Pierre Stoeber e Giovanni Allegretti

Universidade Lusófona

Alda, de Ana Cardoso, Filipe Fonseca, Liliana Sobreiro e Luís Catalo

É Consideravelmente Admirável que Ainda Penses em Mim como se Ainda aqui Estivesse, de André Mendes e Andreia Neves

Esquizophonia, de André Miranda e Diogo Leitão

A Máquina, de Mafalda Marques

Mupepy Munatim, de Pedro Peralta

O Segredo Segundo António Botto, de Rita Filipe e Maria Azevedo

 

Caminhos Júniores

Afonso Henriques: O Primeiro Rei, de Pedro Lino

A Bateira Ida na Lagoa de Óbidos, de Cláudio Barroca

Chocolatando, de Estudantes de 8º ano coordenados por Lorenzo degl’Innocenti e Vitor Estudante

O Gigante Egoísta, de Alunos do 1º ciclo sob a orientação de Marta Monteiro

O Homem da Cabeça de Papelão, de Pedro Lino e Luís da Matta Almeida

A Minha Casinha, de Maria Raquel Atalaia

Nau Caxineta, de Alunos do 4º ano sob a orientação de Vasco Sá e David Doutel

Navegar, de Carlos Silva e Pedro Almeida

O Relógio de Tomás, de Cláudio Sá

Saltinhos… a Madrid, de Luís da Matta Almeida e Pedro Lino

Saltinhos… a Paris, de Luís da Matta Almeida e Pedro Lino

 

Fonte: Caminhos do Cinema Português