Terminou ontem a 25.ª edição do Festival Caminhos do Cinema Português, no Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra, com a atribuição do Grande Prémio do Festival a “Vitalina Varela”, de Pedro Costa, tendo ainda sido premiado nas categorias de Melhor Atriz (Vitalina Varela) e de Melhor Fotografia.

O filme mais premiado foi “Variações”, de João Maia, ao arrecadar cinco prémios: Melhor Ator (Sérgio Praia), Melhor Ator Secundário (Filipe Duarte), Melhor Atriz Secundária (Teresa Madruga), Melhor Guarda-Roupa e Melhor Caracterização.

O prémio de Melhor Filme da 25.ª edição do Caminhos foi para “Alva”, de Ico Costa, enquanto que o de Melhor Documentário foi para “Fordlandia Malaise”, de Susana de Sousa Dias. O mais recente filme do cineasta José Filipe Costa, “Prazer, Camaradas!”, venceu o prémio de Melhor Argumento Original.

Selecção Oficial
Grande Prémio
Vitalina Varela, de Pedro Costa
Melhor Filme
Alva, de Ico Costa
Melhor Documentário
Fordlandia Malaise, de Susana de Sousa Dias
Melhor Curta-Metragem
Ruby, de Mariana Gaivão
Melhor Filme de Animação
O Peculiar Crime do Estranho Sr. Jacinto, de Bruno Caetano
Prémio Revelação
Maria Abreu, em Tristeza e Alegria na Vida das Girafas
Melhor Realização
Pedro Filipe Marques, Viveiro
Melhor Ator
Sérgio Praia, Variações
Melhor Atriz
Vitalina Varela, Vitalina Varela
Melhor Ator Secundário
Filipe Duarte, Variações
Melhor Atriz Secundária
Teresa Madruga, Dia de Festa e Variações
Melhor Argumento Original
José Filipe Costa, Prazer, Camaradas!
Melhor Argumento Adaptado
Manuel Moreira e Bruno Caetano, O Peculiar Crime do Estranho Sr. Jacinto
Melhor Montagem
Francisco Moreira e Ana Godoy, Alva
Melhor Fotografia
Leonardo Simões, Vitalina Varela
Melhor Música Original
Normand Roger, Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias
Melhor Som
David Badalo, Alva
Melhor Direcção Artística
Ana Bossa, Último Acto
Melhor Guarda-Roupa
Patrícia Dória, Variações
Melhor Caracterização
Magali Santana, Variações
Melhor Cartaz
Inês Bento, Ruby
Menção Especialíssima
Fernando Alle, Mutant Blast – Efeitos Especiais

Júri Cineclubes
Prémio D. Quijote
Cerro dos Pios, de Miguel de Jesus
Menção Honrosa
Raposa, de Leonor Noivo

Selecção Ensaios
Ensaio Nacional
Quem Me Dera em Vez de Uma Câmara Ter Uma Mosca, de Cláudia Craveiro Santos
Menção Honrosa
Ode à Infância, de Luís Vital e João Monteiro
Ensaio Internacional
Freigang, de Martin Winter
Menção Honrosa
La Llorona, de Rosana Cuellar

Júri da Imprensa
Prémio da Imprensa
Fordlandia Malaise, de Susana de Sousa Dias
Menção Honrosa
Past Perfect, de Jorge Jácome

Selecção “Outros Olhares”
Melhor Filme
Actos de Cinema, de Jorge Cramez

Prémio do Público
Quero-te Tanto!, de Vicente Alves do Ó