O décimo primeiro dia, o último dia da mostra competitiva do Festival de Cannes, ficou marcado pela exibição dos dois últimos filmes a serem mostrados na competição internacional, “Once Upon a Time in Anatolia” e “La Source des Femmes”. Ao contrário de “La Source des Femmes” do romeno Radu Mihaileanu, que recebeu más críticas, o filme do turco Nuri Bilge Ceylan, “Once Upon a Time in Anatolia”, foi bem recebido por parte da crítica.

 

O dia ficou ainda marcado pela entrega dos prémios na secção Un Certain Regard, presidida por Emir Kusturica. O júri entregou o Prémio Un Certain Regard ao filme “Arirang”, de Ki-duk Kim e ao filme “Halt Auf Freier Strecke”, deAndreas Dresen. O prémio de Melhor Realizador foi  entregue ao iraniano Mohamad Rasulof pelo seu filme “Be Omid é Didar”. O júri deu ainda um prémio especial a Andrey Zvyagintsev por “Elena”.

 

Quanto aos Prémios da Critica (Prémios FIPRESCI), que são entregues paralelamente à competição oficial do Festival de Cannes, foram para, “Le Havre” de Aki Kaurismäki (Secção Competitiva) e “L’Exercice de l’État” de Pierre Schöller (Un Certain regard) e “Take Shelter”, de Jeff Nichols recebeu o prémio de Semana dos Realizadores. O Júri Ecuménico atribuiu o Grande Prémio a “This Must Be The Place” do italiano Paolo Sorrentino e O Queer Palm foi para “Skoonheid” de Olivier Hermanus. Agora só falta entregar a Palma de Ouro, que será entregue no dia 22, domingo de tarde.