Cannes 2021: Jodie Foster vai receber Palma de Ouro de Carreira

Jodie-Foster-Cannes-2021

A um dia de ser anunciada a seleção oficial da 74.ª edição do Festival de Cinema de Cannes, a organização do festival revelou que a atriz e realizadora norte-americana Jodie Foster irá receber a Palma de Ouro Honorária do Festival em reconhecimento “da sua brilhante jornada artística, e uma personalidade única com um compromisso modesto, mas forte, com algumas das principais questões do nosso tempo.”

“Cannes é um festival ao qual devo muito, mudou completamente a minha vida, afirma Jodie Foster várias semanas antes do evento. Embora já tivesse dirigido antes, minha primeira vez na Croisette foi um momento decisivo para mim. Exibir um dos meus filmes aqui sempre foi um sonho meu. Na verdade, tive várias oportunidades de realizar o meu sonho, detalha Foster, que disse a Andy Warhol que ela sempre quis ser cineasta. Cannes é um festival de cinema de cineastas que homenageiam os artistas. E eu agradeço muito isso.”, comentou a atriz e realizadora.

“Sinto-me lisonjeada por Cannes ter pensado em mim e estou muito honrada em poder partilhar algumas palavras de sabedoria ou contar uma ou duas aventuras com uma nova geração de cineastas.”

Jodie Foster segue-se a Jeanne Moreau, Bernardo Bertolucci, Jane Fonda, Jean-Paul Belmondo, Manoel de Oliveira, Jean-Pierre Léaud, Agnès Varda e Alain Delon, entre outros, a receber esta homenagem de Cannes. Jodie Foster será a convidada de honra da cerimónia de abertura da 74.ª edição de Cannes, que se realizará no dia 6 de julho, no palco do Palais des festivals.

A atriz chegou a Cannes pela primeira vez com apenas 13 anos, em 1976, onde apresentou “Taxi Driver”, de Martin Scorsese, filme que venceu a Palma de Ouro nesse ano. Regressou também a Cannes em 2011, com o filme “O Castor”, protagonizado por Mel Gibson. Seleccionado fora de competição, esta foi a sua terceira longa-metragem como realizadora.

Presença constante em Cannes há mais de quatro décadas, tendo sido exibidos no festival francês sete dos seus filmes, seja como atriz ou diretora. O presidente Pierre Lescure está radiante: “Jodie Foster nos deu um presente incrível ao vir comemorar o retorno do Festival na Croisette. Sua aura é incomparável: ela encarna a modernidade, a inteligência radiante da independência e a necessidade de liberdade.”

“Jodie não pára de se reinventar (…) Ela questiona com o seu olhar penetrante, aprende com os outros e está disposta a afastar-se das suas crenças a fim de forjar uma nova moral. Faça o que é justo. Uma ideia que ela se esforça em transmitir nas decisões que toma enquanto atriz e realizadora, e que a torna tão preciosa nos nossos tempos confusos. Vamos honrá-la com carinho e admiração!”, acrescenta o Delegado Geral Thierry Frémaux.

Da sua vasta filmografia é reconhecida pelo seu desempenho em filmes como “Os Acusados” (1988), “O Silêncio dos Inocentes” (1991), “Nell” (1994), “Contacto” (1997), “Ana e o Rei” (1999), “Sala de Pânico” (2002) e “A Estranha em Mim” (2007).

Enquanto atriz já trabalhou com grandes realizadores como David Fincher, Martin Scorsese, Robert Zemeckis, Spike Lee, Alan Parker e até Claude Chabrol. Vencedora de dois Óscares de Melhor Atriz, Jodie Foster já realizou quatro filmes, tendo “Money Monster” (2016) sido o último. Venceu este ano o Globo de Ouro de Melhor Atriz Secundária pelo filme “O Mauritano” (2021).

Defensora dos direitos humanos, tem sido uma voz ativa pela igualdade entre mulheres na indústria cinematográfica. “Os seus discursos são também são uma referência em “Be Natural: The Untold Story of Alice Guy-Blaché”, de Pamela B. Green, onde Jodie Foster é a embaixadora e narradora. Este documentário dedicado ao primeiro e há muito esquecida cineasta da história do cinema, não pode deixar de ressoar fortemente com Jodie Foster, uma femme-cinema por excelência.”

De 6 a 17 de julho, a edição deste ano será presencial e o filme de abertura será “Annette”, do cineasta Leos Carax, o seu primeiro filme em inglês, protagonizado por Marion Cotillard, Adam Driver e Simon Helberg. novo filme do realizador holandês Paul Verhoeven, “Benedetta”, foi também confirmado como parte da selecção oficial da 74.ª edição. O realizador Spike Lee será o presidente do júri este ano.

A Seleção Oficial de 2021 será anunciada amanhã (3 de junho) por Pierre Lescure e Thierry Frémaux.

Skip to content