"Cavalo Dinheiro" (2014)_4

O filme português “Cavalo Dinheiro”, do cineasta Pedro Costa, ganhou o prémio de melhor longa-metragem do 6º IBAFF – Festival Internacional de Cinema de Múrcia, em Espanha, que terminou ontem. O filme “Nova Dubai”, do brasileiro Gustavo Vinagre, venceu o prémio de Primeira Obra e “O arquipélago”, uma coprodução brasileira e chilena, de Gustavo Beck, venceu o prémio de melhor curta-metragem.

“Cavalo Dinheiro” teve a sua estreia mundial na 67ª edição do Festival de Cinema de Locarno, na Suíça, onde o cineasta português foi galardoado com o Prémio de Melhor Realizador e o prémio da Federação Internacional de Cineclubes. Depois disso a sua obra tem feito digressão por diversos festivais internacionais entre os quais: Locarno (Suíça), Rio de Janeiro (Brasil), Toronto (Canadá), Nova Iorque (EUA), Valdivia (Chile), Londres (Reino Unido), Viena (Austria), Mar del Plata (Argentina), Miami (EUA), Lanzarote (Espanha), Atenas (Grécia) e Copenhaga (Dinamarca). São já quase quarenta festivais de cinema, de todo o mundo, que “Cavalo Dinheiro” percorreu. Em Portugal, apesar de o filme ter sido visto nas salas de cinema apenas por 3.259 espectadores, tem feito um novo percurso através dos cineclubes nacionais.

Esta é uma história política e poética em que Costa recorda alguns dos fantasmas da história do seu país, em particular da Revolução dos Cravos, e onde recupera a personagem Ventura e o universo das Fontainhas, depois de “Ossos”, “No quarto de Vanda” e “Juventude em marcha”. “Enquanto os jovens capitães fazem a revolução nas ruas, o povo das Fontainhas procura o seu Ventura que se perdeu no bosque.”

 

Em baixo segue a palmares dos vencedores do IBAFF 2015:

Melhor Longa-Metragem

Cavalo Dinheiro, de Pedro Costa

Primeira Obra

Nova Dubai, de Gustavo Vinagre

Melhor Curta-Metragem

O Arquipélago, de Gustavo Beck

Prémio Camira

Sueñan los Androides, de Ion de Sosa

Prémio Arrebato

Alexfilm, de Pablo Chavarría

Prémio do Público

Un Jeune Poéte, de Damian Manivel

Prémio IBAFF Jovem

It Girl, de Oriol Puig

Prémio Honorário

Federação Internacional de Críticos de Cinema (FIPRESCI)