O Centro de Estudos Cinematográficos e o Museu Monográfico de Conimbriga apresentam como programação cultural no âmbito do Dia Internacional dos Museus, este ano sob a diretriz “Museus e Paisagens Culturais”, um Ciclo de Cinema.

Através da ‘Sétima Arte’ procuram-se redescobrir outras paisagens, outras estórias, centradas na cidade de Coimbra. Desde a obra prima “Capas Negras”, onde a fadista Amália Rodrigues revelou o seu talento como atriz, passando também pelas lutas académicas dos anos 1969 em “Futebol de Causas”. “O Rasganço”, “Quinto Império” e “O Arquitecto e a Cidade Velha” são outras das obras que permitirão fazer uma viagem pelo tempo, percorrer momentos históricos, observar panoramas e iconografias diversas, retratadas pelo olhar peculiar de realizadores portugueses.

Entre os dias 17 e 21 de maio, a partir das 21h30, no Auditório do Museu Monográfico de Conimbriga. A entrada é gratuita e limitada a 90 lugares.

17 maio – O Rasganço, de Raquel Freire (2001)
18 maio – Capas Negras, de Armando de Miranda (1947)
19 maio – Quinto Império, de Manoel de Oliveira (2004)
20 maio – O Arquitecto e a Cidade Velha, Catarina Alves Costa (2003)
21 maio – Futebol de Causas, de Ricardo Antunes Martins (2009)

Paisagens Culturais