Arranca hoje a 36ª edição do CINANIMA – Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho, o maior festival de cinema de animação realizado em Portugal e um dos mais antigos deste tipo de cinema em todo o mundo. O festival, que decorre até 18 de novembro em Espinho, alcançou um recorde histórico de filmes apresentados para pré-selecção e concurso: nada menos de 952 novos filmes, provenientes de 57 países, e recorrendo única e exclusivamente às diversas técnicas do cinema de animação.

 

O filme de abertura é a longa-metragem francesa “Le Tableau” (“The Paiting”) de Jean-François Laguionie, nomeado para os Césares em 2011. Uma aventura surreal que conta a história de um pintor que deixa um quadro por acabar mas a sua criação ganha vida própria. Nos domínios do castelo, vivem três categorias de figuras: os “todo-pintados”, os “inacabados” e os “esquissos”. Os primeiros julgam-se superiores, expulsam as outras personagens e escravizam os esquissos. Um jovem todo-pintado que namora uma inacabada e defende a abolição das diferenças, resolve partir com um amigo de cada categoria em busca do pintor. De quadro em quadro o pequeno grupo parte para uma grande aventura… O filme conta com as vozes de Jessica Monceau, Adrien Larmande, Thierry Jahn, Julien Bouanich, Céline Ronte, Thomas Sagols, Magali Rosenzweig, Chloé Berthier, Jean-François Laguionie e Jacques Roehrich. A sessão de abertura realiza-se às 22H na Sala Tempus/Multimeios.

 

“Le Tableau” é uma das três longas-metragens que vão passar pelo festival, na secção competitiva internacional – “Gartxot” (Espanha) e “The Tragedy of Man” (Hungria). Na secção competitiva internacional das curtas-metragens foram seleccionados 68 filmes e na secção competitiva nacional foram seleccionadas 18 curtas.