"O Soldado Desconhecido" (2014)_1

Arranca hoje a 38ª edição do CINANIMA – Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho, o maior festival de cinema de animação realizado em Portugal e um dos mais antigos deste tipo de cinema em todo o mundo. A sessão de abertura está marcada para as 21h30, no Centro Multimeios de Espinho, para a projecção do filme francês “O Soldado Desconhecido”, de Jérémie Malavoy. Este é um épico filme de animação que mistura imagens de arquivo, passado durante umas horas antes do cessar fogo da 1ª Guerra Mundial, a 11 de novembro de 1918. Um documentário em animação sobre um soldado desconhecido que morre minutos antes da paz ser declarada, sendo o seu último sacrifício um símbolo absurdo desta guerra.

A edição deste ano do Cinanima contou com um novo recorde de candidaturas, ao receber 1300 candidaturas, sendo que existem cerca de 63 nacionalidades a concurso. A competir na secção de curtas-metragens estão 60 filmes. Na secção competitiva de longas-metragens são quatro filmes: “Lisa Limone and Maroc Orange: A Rapid Love Story” de Mait Laas (Estónia), “Até que a Sbórnia nos separe” de Otto Guerra e Ennio Torresan Jr. (Brasil), “Os Hussitas” de Pavel Koutsky (Rep. Checa), “O Menino e o Mundo” de Alê Abreu (Brasil).

O júri internacional da 38ª edição é constituído por Afonso Cruz (Presidente do Júri/ Portugal), Bruno Collet (França), Katariina Lillqvist (Finlândia), Olivier Vandersleyen (Bélgica) e Rao Heidmets (Estónia).