Cinema na Cidade 2015_2

O Cine Clube de Viseu sai à rua com a iniciativa Cinema na Cidade e volta, mais uma vez, a ocupar o coração do centro histórico de Viseu, de 28 a 31 de julho. “O cinema ao ar livre é organizado pelo Cine Clube de Viseu desde 1982, tratando-se, por diversas razões, de uma das actividades culturais de maior tradição e expressão nesta região”.

Segundo o programa, hoje divulgado, vai ser possível (re)ver na Praça D.Duarte filmes chave da história do cinema como o clássico emocionante “O Garoto de Charlot” (1921) de Charlie Chaplin e duas importantes obras dos cineastas Jean Vigo e Manoel de Oliveira, “Zero em Comportamento” (1933) e “Douro Faina Fluvial” (1933) respectivamente. Vão ainda ser projectados os filmes “Paddington” (2014) de Paul King e o último filme de Wes Anderson, “Grand Budapest Hotel” (2014).

Uma das grandes novidades desta edição é a presença de filmes musicados ao vivo. O músico português Norberto Lobo atua no âmbito do Cinema na Cidade 2015, a 30 de julho, propondo musicar ao vivo dois filmes do jovem cineasta que era a promessa de um novo movimento do cinema francês, “Taris” (1931) e “Zero em Comportamento” (1933). O gosto pelo cinema levou Norberto Lobo a criar algumas composições originais para diversos filmes, nos últimos anos. Neste concerto, será realizada uma viagem pela insuperável poesia do cinema do cineasta Jean Vigo, acompanhada ao vivo pela guitarra de Norberto.

No dia 31 de julho, antes da projecção de um dos mais belos e emotivos filmes de Chaplin, o cineasta Manoel de Oliveira será evocado com um filme concerto. O seu primeiro filme “Douro Faina Fluvial” (1933) será acompanhado com música pela orquestra dirigida por Dinis Rego.

“A popularidade do CCV na cidade, no concelho, no distrito de Viseu, nos anos 80, fez-se da actividade regular, das iniciativas extra-cinematográficas, da itinerância, e, a partir de 1982, também se fez dos ciclos grandes de Cinema no Parque. Grandes pelos espaços, grandes pelas estreias, grandes pelo público. (…)”.

Programa (às 21h30, de 28 a 31 julho, na Praça D.Duarte, em Viseu):

28 julho – Paddington (2014), de Paul King, Reino Unido

29 julho – Grand Budapest Hotel (2014), de Wes Anderson, EUA

30 julho – Jean Vigo musicado ao vivo por Norberto Lobo:
Taris (1931), de Jean Vigo, França
Zero em Comportamento (1933), de Jean Vigo, França

31 julho – Douro Faina Fluvial (1931), de Manoel de Oliveira, Portugal (filme concerto com composição e direcção de orquestra de Dinis Rego)
O Garoto de Charlot (1921), de Charlie Chaplin, EUA

Fonte: Cine Clube de Viseu