Setembro é sem dúvida o mês do cinema português, com cinco longas e uma curta nacionais a estrear no mesmo mês. No dia 16 de Setembro estreia, “Lisboa Domiciliária” de Marta Pessoa“Marginais” de Hugo Diogo e “O Último Vôo do Flamingo” de João Ribeiro. No dia 23 estreia, “A History of Mutual Respect” de Daniel Schmidt eGabriel Abrantes, “Assalto ao Santa Maria” e de Francisco Manso. No dia 30 de Setembro estreia, “Embargo” deAntónio Ferreira.

  • “Lisboa Domiciliária” de Marta Pessoa – Documentário – 2009

SINOPSE: Lisboa. As casas que olhamos ao passar na rua parecem vazias, mas não estão. Povoados por idosos que vão perdendo o contacto com a rua, estes interiores formam um lado avesso da cidade. Lisboa deixa de ser um mapa feito de edifícios e arruamentos para passar a ser uma cidade cartografada com base em dificuldades, hábitos e memórias. Lisboa Domiciliária é o retrato interior de uma cidade, feito a sete vozes, onde as fachadas dão lugar aos rostos e as distâncias se medem em passos. Onde a vida insiste na sua riqueza e reclama um lugar para lá de estatísticas e vontades pias. Olha-se o futuro e ele devolve o tempo que irá passar.

  • “Marginais” de Hugo Diogo – Drama – 2009

SINOPSE: Cinco vidas cruzam-se no labirinto dos subúrbios à procura da sua redenção. Maria é filha de Constantino, vive uma relação conflituosa com o seu pai, que vê nela uma substituta para a sua falecida mulher. Esta por sua vez educa a sua filha Ana, de 11 anos, debaixo do fogo cruzado com o seu pai. Ana cruza-se com Marco, um músico amargurado com a sua vida e encontra nele um grande apoio. Carlos e Lucas são dois irmãos afastados pelo destino. Lucas é socialmente activo, trabalha num clube de vídeo, namora com a Maria, com quem sonha casar e seguir uma vida. Carlos instável e perigoso, vive em rota de colisão com a sua vida. Tem um ginásio clandestino onde dá aulas de Jiu jitsu de dia, e à noite participa em lutas de rua ilegais para ganhar mais algum dinheiro.

  • “O Último Vôo do Flamingo” de João Ribeiro – Thriller – 2010

SINOPSE: Tizangara, uma pequena vila perdida no interior de Moçambique, poucos meses depois do fim da Guerra Civil. Cinco misteriosas explosões matam outros tantos soldados da Missão de Paz das Nações Unidas. Provas do crime? Apenas pénis decepados e os emblemáticos capacetes azuis. É este o ponto de partida para uma enigmática investigação conduzida pelo oficial de serviço designado pelas Nações Unidas, o Tenente-Coronel italiano Massimo Risi. Baseado no romance homónimo de Mia Couto.

  • “A History of Mutual Respect” de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes – Drama – 2010

SINOPSE: Curta-metragem rodada no Brasil, Argentina e Portugal, produzida com um orçamento muito reduzido por uma equipa de três elementos: Gabriel Abrantes, Daniel Schmidt e Natxo Checa. O elenco de actores tem como principais intérpretes os dois realizadores e uma série de actores não profissionais provenientes dos locais de filmagem. O filme narra a história de dois jovens rapazes americanos confrontados com a desilusão da experiência na cidade utópica e modernista de Brasília. Partem então em busca do “amor puro”, que irão encontrar numa jovem indígena da floresta virgem.

  • “Assalto ao Santa Maria” e de Francisco Manso – Acção/Aventura/Drama/Romance – 2009

SINOPSE: Para Zé esta viagem vai ser muito mais do que a aventura perigosa e visionária que a história registará. Vai ser também o palco para uma extraordinária história de amor com Ilda, uma passageira portuguesa, jovem, cujo destino se entrelaça inexoravelmente com o seu. Uma paixão intensa pela qual vale a pena viver, tanto quanto vale a pena morrer pelo ideal da liberdade.

  • “Embargo” de António Ferreira – Drama – 2010

SINOPSE: Nuno é um homem que trabalha numa roulotte de bifanas, mas que inventou uma máquina que promete revolucionar a indústria do calçado – um digitalizador de pés. No meio de um embargo petrolífero e deparando-se com uma estranha dificuldade, Nuno tenta obstinadamente vender a máquina, obcecado por um sucesso que o fará descurar algumas das coisas essenciais da sua vida. Quando Nuno fica estranhamente enclausurado no seu próprio carro e perde uma oportunidade única de finalmente produzir o seu invento, vê subitamente a sua vida embargada.