Cinema português no feminino em Bruxelas

Os-Mutantes-Villaverde-1998-1

A Cinemateca Real da Bélgica (Cinematek) vai apresentar, entre 4 de julho a 2 de agosto, um ciclo de cinema dedicado a um conjunto de títulos emblemáticos do cinema português realizados por mulheres, organizado em colaboração com a Cinemateca Portuguesa.

Intitulado de “Portugal Século XX: Visões Femininas”, o ciclo apresenta 10 obras nacionais realizados por mulheres entre 1946 e 2004, atravessando várias décadas e géneros diferentes: do documentário à animação, passando pela ficção.

O ciclo arranca com “Os Mutantes”, a terceira longa-metragem de Teresa Villaverde, estreada mundialmente na edição de 1998 do festival de Cannes, e termina com “André Valente” (2004), filme de estreia de Catarina Ruivo que teve uma boa recepção no festival de Locarno e junto do público francês aquando da sua estreia.

A Cinematek vai ainda exibir os filmes “Glória” (1999), de Manuela Viegas, “Kali, O Pequeno Vampiro” (2012), de Regina Pessoa, “Trás-os-Montes” (1976), de António Reis e Margarida Martins Cordeiro, “Relação fiel e Verdadeira” (1987), de Margarida Gil, “Nuvem” (1991), de Ana Luísa Guimarães, “O Movimento das Coisas” (1985), de Manuela Serra, “Três dias sem Deus” (1946), de Bárbara Virgínia, “Dina e Django” (1981), de Solveig Nordlund, e “A Costas dos Murmúrios” (2004), de Margarida Cardoso.

Skip to content