Cinema regressa a Tavira com a 24.ª Mostra de Cinema ao Ar Livre

A tão esperada Mostra de Cinema ao Ar Livre, organizada pelo Cineclube de Tavira, regressa de 18 a 28 de julho e de 8 a 18 de agosto
24 Mostra de Cinema ao Ar Livre Tavira 24 Mostra de Cinema ao Ar Livre Tavira

A tão esperada Mostra de Cinema ao Ar Livre, organizada pelo Cineclube de Tavira, regressa de 18 a 28 de julho e de 8 a 18 de agosto. Nos Claustros do Convento do Carmo, onde volta a ser montada uma enorme tela de cinema, vão ser apresentados 23 filmes, todos aclamados pela crítica e distinguidos em festivais de cinema dos quatro cantos do Mundo.

As sessões começam sempre às 21h30, mas antes existirão outros eventos propostos na programação, que integra também jantares temáticos, conversas sobre cinema e música. Este ano, a Mostra conta com a participação de cinco restaurantes de Tavira que vão preparar petiscos especiais para dez sessões, algumas em julho e outras em agosto.

Para além da noite de abertura da 24.ª edição da Mostra, em que será exibido o filmeDias Perfeitos“, de Wim Wenders, destaque para o programa da sexta-feira seguinte, dia 19 de julho, em que um concerto das Moçoilas (21h00) marca a comemoração dos 25 anos do Cineclube de Tavira. Depois, à hora do costume, é apresentado o filme vietnamita “No Interior do Casulo Amarelo”, escrito e dirigido por Thien An Phạm.

A 24 de julho, a apresentação do filme “O Corno” conta com a presença da realizadora Jaione Camborda. A segunda longa-metragem da cineasta, nascida no País Basco, ganhou o Golden Shell no Festival de Cinema de San Sebastián. A obra fala sobre liberdade e resiliência e reforça a importância da sororidade feminina e da conexão dos seres humanos à natureza.

Haverá espaço ainda para algumas das boas sensações do cinema estreado em Portugal este ano, como Não Esperes Demasiado do Fim do Mundo, no dia 26 de julho, “Os Delinquentes”, no dia 28 do mesmo mês, e das comédias francesas de Quentin Dupieux: “Yannick” e “Daaaaaalí!”, que no dia 9 de agosto marcam o serão cinematográfico em Tavira.

Nesta edição, tal como já vem sendo hábito em anos anteriores, o cinema de animação também não foi esquecido. Segunda-feira, dia 22 de julho, é apresentada a longa- metragem “Mataram o Pianista”, de Fernando Trueba e Javier Mariscal. No dia 11 de agosto “A Minha Família Afegã”, de Michaela Pavlátova, e no dia 15 do mesmo mês “O Rapaz e a Garça”, escrito e dirigido por Hayao Miyazaki.

Dias mais tarde, a 18 de agosto, a premiada obra “Culpado – Inocente – Monstro”, do realizador japonês Hirokazu Koreeda, encerra a 24ª Mostra de Cinema ao Ar Livre de Tavira. A banda sonora desta obra foi composta pelo grande músico e compositor Ryuichi Sakamoto, falecido recentemente, a que o filme acaba por prestar homenagem.

Organizada em pleno verão, a iniciativa atrai residentes e turistas nacionais e estrangeiros. Todos os anos, cerca de três mil pessoas assistem aos filmes e usufruem das muitas atividades preparadas pelo Cineclube de Tavira.

A Mostra de Cinema ao Ar Livre de Tavira é fruto de uma forte colaboração. Todos os anos envolve dezenas de voluntários, parceiros e instituições públicas e privadas dedicados a proporcionar ao público experiências marcantes. Para levar a cabo a iniciativa, o Cineclube de Tavira conta com o apoio da Câmara Municipal de Tavira, do ICA – Instituto do Cinema e do Audiovisual, da Europa Cinemas e de várias empresas privadas.

PROGRAMAÇÃO 

Julho
*Quinta, 18 – “Dias Perfeitos”
*Sexta, 19 – “No Interior do Casulo Amarelo” [Apresentação com a música das Moçoilas]
*Sábado, 20 – “A Quimera”
*Domingo, 21 – “O Pub de Old Oak”
*Segunda, 22 – “Mataram o Pianista”
*Terça, 23 – “Evil Does Not Exist – O Mal Não Está Aqui”
*Quarta, 24 – “O Corno” [Com a apresentação da realizadora, Jaione Camborda]
*Quinta, 25 – “How to Have Sex – A Primeira Vez”
*Sexta, 26 – “Não Esperes Demasiado do Fim do Mundo”
*Sábado, 27 – “Priscilla”
*Domingo, 28 – “Os Delinquentes”

Agosto
*Quinta, 8 – “Folhas Caídas”
*Sexta, 9 – “Yannick” + “Daaaaaalí!”
*Sábado, 10 – “Céu em Chamas”
*Domingo, 11 – “A Minha Família Afegã”
*Segunda, 12 – “O Paraíso Queima”
*Terça, 13 – “Anatomia de uma Queda”
*Quarta, 14 – “A Flor do Buriti”
*Quinta, 15 – “O Rapaz e a Garça”
*Sexta, 16 – “O Sol do Futuro”
*Sábado, 17 – “Vidas Passadas”
*Domingo, 18 – “Culpado – Inocente – Monstro”

Skip to content