Cinemateca Brasileira: Instituição adquire películas para recuperação e duplicação de seu acervo de nitratos

Cinemateca Brasileira em Sao Paulo 05 2320x1360 1 41

Recentemente, a Cinemateca Brasileira adquiriu 460 rolos de filme virgem destinados ao processamento no Laboratório de Imagem e Som, utilizando recursos do PRONAC (212939 – Nitratos da Cinemateca Brasileira – Preservação e Acesso), que faz parte do Projeto Viva Cinemateca.

Os rolos de filmes serão utilizados para duplicar materiais em nitrato de celulose, com o objetivo de produzir matrizes de guarda e acesso para assegurar a preservação das obras do acervo no caso de eventual perda de seus suportes originais.

É importante destacar que esses materiais são sensíveis, apresentam potencial risco de autocombustão e estiveram associados a quatro incêndios ao longo da história da Cinemateca.

Desde sua reabertura, a recuperação da coleção de filmes em nitrato tem sido uma das principais prioridades da instituição, o que inclui a contratação de pesquisadores e técnicos especializados em preservação e documentação de todas as regiões do país.

A coleção agrupa obras remanescentes do cinema da metade do século 20, incluindo cinejornais, documentários, filmes de ficção, produções domésticas e publicidade. Esses materiais foram confiados à Cinemateca Brasileira por arquivos e cinematecas em todo o país.

Esses registros possuem valor artístico e histórico, e atualmente estão passando por um processo de recuperação e redescoberta, contando com um investimento que ultrapassa R$ 15 milhões, obtidos por meio do PRONAC (Programa Nacional de Apoio à Cultura).

Skip to content