Manoel de Oliveira_2

A Cinemateca Portuguesa presta homenagem ao mestre Manoel de Oliveira, que faleceu no dia 2 de abril. No dia da morte do cineasta, a Cinemateca mostrou o seu primeiro filme “Douro, Faina Fluvial” na abertura da sessão das 21h30 de ontem, em que está programado “Madame Bovary” de Minnelli.

O programa de homenagem ficou marcado para a próxima segunda-feira, 6 de abril, um dia de programação integralmente dedicado a Oliveira, com a apresentação de “O Passado e o Presente”, “O Quinto Império – Ontem como Hoje” e “Francisca”, este último às 21h30 numa sessão especial de homenagem. A realizar às 15h30, às 19h e às 21h30, as três sessões são de entrada livre mediante o levantamento de ingressos na bilheteira. A Associação Portuguesa de Realizadores associa-se a esta Homenagem.

O filme inédito de Manoel de Oliveira, “Visita ou Memórias e Confissões”, realizado em 1982 e depositado na Cinemateca com a indicação explícita do autor para que fosse apresentado como filme póstumo, será exibido brevemente em data a anunciar.

 

Programa de dia 6 de abril (segunda-feira)

Sala M. Félix Ribeiro (15h30): O Passado e o Presente, (1971) de Manoel de Oliveira

Sala M. Félix Ribeiro (19h00): O Quinto Império – Ontem como Hoje, (2004) de Manoel de Oliveira

Sala M. Félix Ribeiro (21h30 – Sessão especial de homenagem): Francisca (1981), de Manoel de Oliveira

Fonte: Cinemateca Portuguesa