A Cineplace Portugal fechou esta quarta-feira as suas 85 salas de cinema (a operarem em 14 centros comerciais do país), devido à atual situação de pandemia relacionada com o COVID-19, sendo esta a última rede de salas ainda em funcionamento em Portugal. O encerramento será por tempo indeterminado, seguindo, assim, as indicações do Governo.

“Até aqui, estavam já em vigor todas as medidas que acautelavam a proteção de clientes e colaboradores, nomeadamente o reforço de limpeza e higienização de todos os espaços dedicados aos cinemas, redução da lotação das salas e venda intercalada de lugares(…) Logo que tenhamos novidades, daremos notícias, para que voltem a frequentar as nossas salas acompanhados do melhor cinema. Obrigado a todos e até breve”,  lê-se no comunicado da Cineplace.

A Cineplace Portugal junta-se assim aos Cinemas NOSAlgarcine Cinemas, UCI Cinemas, Castello Lopes Cinemas, Cinema City, Cinemas Cinemax, Cinema da Villa e aos Cinemas Medeia. Nos últimos dias, também os cinemas independentes Cinema Trindade (Porto), Cinema Ideal (Lisboa), o Espaço Nimas (Lisboa), a Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema e todos os Cineclubes já tinham encerrado. Também outros espaços culturais com programação de cinema suspenderam a sua atividade, como o Teatro Campo Alegre e Teatro Rivoli, no Porto, ou o Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra. Todos eles suspenderam toda a sua programação e atividades por tempo indeterminado. Todas as estreias foram suspensas ou adiadas.

Neste momento não há nenhuma sala de cinema aberta no país.