Confirmada a morte do ator Julian Sands

1 2

As autoridades confirmaram oficialmente nesta terça-feira que os restos mortais encontrados na semana passada nas montanhas a nordeste de Los Angeles pertencem ao ator Julian Sands, que havia desaparecido desde que se aventurou em uma caminhada no deserto de Mount Baldy em janeiro.

O Departamento do Xerife do Condado de San Bernardino relatou que Sands foi dado como desaparecido no dia 13 de janeiro na área de Baldy Bowl, em Mount Baldy. Após meses de busca incansável por parte de equipes de resgate e voluntários, a triste conclusão foi anunciada na terça-feira (27).

Segundo a empresária de Sands, Sarah Jackson, ele faleceu “em um lugar que amava, fazendo o que amava”. As condições climáticas adversas na Floresta Nacional de Angeles complicaram a busca, com tempestades resultando em fortes nevascas e estradas danificadas. Partes da montanha permaneceram inacessíveis até recentemente, cobertas por gelo e neve.

Os restos humanos foram encontrados por pessoas caminhando na região desértica de Mount Baldy e prontamente relatados às autoridades. A identidade de Julian Sands foi confirmada pela Delegacia de Polícia de Fontana, e os restos mortais foram encaminhados ao escritório do legista para identificação formal.

A busca por Sands mobilizou intensamente a comunidade, com oito operações de busca terrestre e aérea e mais de 500 horas de esforços voluntários dedicados à tentativa de encontrá-lo. Além disso, oito operações de busca e resgate, não relacionadas ao caso Sands, foram conduzidas na área de Mount Baldy.

Mount Baldy, também conhecido como Mount San Antonio, é o pico mais alto do condado de Los Angeles e está localizado na divisa entre os condados de Los Angeles e San Bernardino. A montanha pode ser vista do centro de Los Angeles em dias de inverno com tempo claro, o que adiciona um elemento de proximidade e familiaridade a essa tragédia.

As investigações revelaram que a atividade do celular de Sands cessou em 13 de janeiro, coincidindo com o dia em que ele foi declarado desaparecido. As tentativas posteriores de entrar em contato com o dispositivo não tiveram sucesso, contribuindo para o mistério que envolvia seu paradeiro até a descoberta dos restos mortais.

Nascido em Yorkshire, na Inglaterra, Sands frequentou a Central School of Speech and Drama de Londres antes de se mudar para Los Angeles. Ele era conhecido por retornar à sua terra natal de tempos em tempos para se apresentar no teatro.

Sands conquistou seu primeiro papel significativo em uma minissérie da NBC chamada “The Sun Also Rises”, em 1984. No cinema, ele impressionou com sua atuação em “Quarto com Vista sobre a Cidade”, de James Ivory, filme vencedor do Óscar de Melhor Filme, e que catapultou a carreira de Helena Bonham Carter.

 

Em 1993, Sands protagonizou o impactante “Encaixotando Helena”, de Jennifer Lynch, ao lado de Sherilyn Fenn e Bill Paxton.

 

Outro papel memorável foi o de Yuri Butso no drama “Morrer em Las Vegas”, de Mike Figgis, filme que rendeu a Nicholas Cage o Óscar de Melhor Ator.

 

Outras aparições notáveis incluem uma participação no vencedor do Óscar de Melhor Ator Secundário (Haing S. Ngor), Melhor Fotografia (Chris Menges) e Melhor Montagem (Jim Clark), “Terra Sangrenta”, de Roland Joffé, bem como no trash “Arachnophobia”, de Frank Marshall, clássico estrelado por John Goodman e Jeff Daniels.

https://www.youtube.com/watch?v=J93pPQlm_RY

 

Ele também apareceu em “Millennium 1 – Os Homens Que Odeiam as Mulheres”, de David Fincher, estrelado pelo eterno James Bond, Daniel Craig e pela talentosa Rooney Mara – filme que lhe rendeu uma nomeação ao Óscar de Melhor Atriz, “Ocean’s 13”, de Steven Soderbergh, estrelado por George Clooney e grande elenco, e “O Medalhão”, de Gordon Chan, um dos muitos filmes da filmografia caótica de Jackie Chan.

Na televisão, ele teve papéis em “24 Horas” e “Smallville”.

Skip to content