Fernando Fragata realizou, até agora, cinco longas metragens sendo que uma das mais conhecidas é “Sorte Nula”(2004). O seu filme mais recente é “Contraluz” (2010), filmado nos Estados Unidos, com actores americanos e portugueses e falado em inglês. Apesar de ter levantado algumas expectativas, o resultado final foi um grande fracasso.

A história é sobre várias personagens, sem qualquer ligação que se encontram em situações de desespero e, no final, estas cruzam-se, mudando para sempre as suas vidas.

Como se pode verificar, a base narrativa é usada em muitos filmes.Talvez o melhor exemplo seja “Babel”, de Iñárritu, em que as nossas acções influenciam a vida de outras pessoas que não conhecemos. O Argumento de“Contraluz” é bastante fraco, muito previsível, com diálogos longos, muitas vezes, aborrecidos, sem qualquer interesse e cheio de clichés. Com pouca emoção e, a que há, é muito lamechas. A mensagem do filme não é bem passada, não tanto como parecia ser nos trailers, em que António Feio aparecia deixando uma mensagem pessoal,  em que nos sensibiliza para aproveitarmos a vida ao máximo. O elenco, que é composto por actores nacionais e americanos, é bastante fraco. Até Joaquim de Almeida, que é um bom actor, esteve fraco neste filme. A realização e a fotografia são medíocres. Fragata teve a sorte de poder filmar num plateau fantástico nos desertos dos Estados do Nevada e do Arizona. E estas belas paisagens dão um aspecto visual fantástico no filme, sendo que é, talvez a característica mais positiva. É uma produção Hollywoodesca, bastante fraca, realizada por portugueses. “Contraluz” é o filme ideal para um domingo de tarde, na TVI, pelas características apresentadas.

Realização: Fernando Fragata

Argumento: Fernando Fragata

Elenco: Joaquim de Almeida

Portugal/2010 – Drama

Sinopse: Várias pessoas sem ligação entre si estão em situações de extremo desespero quando algo inesperado acontece que irá mudar radicalmente o rumo das suas vidas. Caberá a cada um moldar o seu destino de modo a reencontrar a felicidade. Mas há destinos que só se alcançam depois de alterar o dos outros.

«Contraluz» - O Filme Ideal para um Domingo de Tarde na TVI
1.5Valor Total
Votação do Leitor 1 Voto