O destaque desta semana vai para um dos filmes mais aguardados do ano, “O Artista”, escrito e realizado pelo francês Michel Hazanavicius. Depois de estrear na última edição do Festival de Cannes, recebeu vários prémios por todo o mundo e está nomeado para dez Óscares (entre os quais melhores filme, realizador, actor, actriz secundária e argumento original) e para 12 categorias dos BAFTA. Considerado uma homenagem ao cinema e um dos melhores filmes de sempre, estreia hoje nos cinemas portugueses.

 

Hollywood, 1927. George Valentine (Jean Dujardin) é a grande estrela da noite de estreia de “A Russian Affair”, o seu mais recente filme. Nesse evento, conhece Peppy Miller (Bérénice Bejo), uma jovem bailarina e actriz em início de carreira. Com apoio de Valentine, que depressa se torna seu mentor e amigo, ela vai sendo acarinhada no meio, conquistando pouco a pouco mais protagonismo. Porém, dois anos depois, com o aparecimento do som na indústria cinematográfica, inicia-se o fim do cinema mudo e, por consequência, da carreira de Valentine. Absolutamente crente de que o som não será mais do que uma moda que em breve cairá em desuso, mas sem ninguém que produza um filme seu, o galã decide investir toda a sua fortuna na produção de uma nova película, cujo fracasso acaba por o levar à ruína. Até que, desesperado e quase a atentar contra a própria vida, reencontra Peppy Miller, hoje transformada em grande diva do ecrã, que tem ainda presente algo fundamental: a gratidão para com alguém que esteve ao seu lado quando o sucesso pouco mais era do que uma simples miragem.
Sinopse: Cinecartaz Público