Destaque da Semana: “Um Amor de Juventude”

O drama francês “Um Amor de Juventude”, escrito e realizado por Mia Hansen-Løve, é o destaque desta semana. Esta é a sua terceira longa-metragem, depois de  “Tout est Pardonné” e “O Pai das Minhas Filhas”, um filme sobre a separação, a passagem do tempo, a força dos sentimentos, a solidão e o destino. “Um Amor de Juventude”, que ganhou uma Menção Honrosa no Festival de Locarno, estreia hoje nos cinemas nacionais.

 

Paris, 1999. Camille e Sullivan (Lola Créton e Sebastian Urzendowsky) são dois adolescentes a viver intensamente o seu primeiro amor. Contudo, quando o Verão chega ao fim, ele decide partir sem ela, numa longa viagem pela América do Sul. Camille entrega-se à tristeza e quando ele deixa de dar notícias, acreditando que perdeu o amor da sua vida, tenta o suicídio. Quatro anos depois ela é uma estudante de arquitectura e conhece Lorenz (Magne-Håvard Brekke), um arquitecto bastante mais velho que é também seu professor, com quem acaba por viver uma história de amor estável e feliz. Quando Sullivan regressa a Paris e a procura, ela sente que, subitamente, tudo o que tinha conquistado até aí é posto em causa. E fica dividida entre duas pessoas que, embora diametralmente opostas, parecem até ser complementares.

Sinopse: Cinecartaz Público