Destaque da Semana: "Um Pombo Pousou Num Ramo a Reflectir na Existência"

O destaque da semana vai para o filme “Um Pombo Pousou Num Ramo a Reflectir na Existência”, do sueco Roy Andersson. Uma comédia negra sobre o peso da existência, que completa a “Trilogia dos Vivos”, iniciada em 2000 com o filme “Canções do Segundo Andar” e continuada em 2007 com “Tu Que Vives”. Estreado na 71.ª edição do Festival de Cinema de Veneza, “Um Pombo Pousou num Ramo a Reflectir na Existência” foi galardoado com o Leão de Ouro. Chega hoje às salas de cinema nacionais.

Jonathan e Sam são dois vendedores ambulantes, a viver numa casa abandonada, que reflectem sobre a vida, a morte e a inevitabilidade do sofrimento. O filme decorre em vários “sketches” que, segundo o realizador, Roy Andersson, “consistem numa série de histórias quotidianas e fora do normal que retratam a nossa existência em toda a sua grandeza e pequenez, beleza e tragédia, exagero e tristeza – com uma visão panorâmica, como se fossem contadas por um pássaro a reflectir sobre a condição humana”.

Sinopse: Cinecartaz Público