A Disney revelou preços e data de lançamento da sua muito aguardada plataforma de streaming, Disney+ (Disney Plus). Um serviço que pretende rivalizar em força com a Netflix, Amazon Prime Video, HBO e outras plataformas.

O lançamento da Disney+ está previsto para o dia 12 de novembro nos EUA, sendo que o lançamento na Europa, América Latina e Ásia deverá chegar nos próximos três anos.

O preço mensal será de 6,99 dólares e custará 69,99 dólares por ano, para uma assinatura premium. Estes preços ficam bastante a baixo do que é praticado pela sua rival Netflix (7,99€ pelo plano base, 10,99€ pelo plano standard e 13,99€ pelo plano premium). O preço da Disney+ é bastante atrativo tendo em conta a quantidade de títulos que vão ter disponível em catálogo. “Estamos a projetar um produto que queremos que seja o mais acessível para o maior número de consumidores”, disse Bob Iger, presidente-executivo da Disney.

“Obviamente, a estratégia é extremamente importante para nós”, disse Iger. “Precisamos de ser muito sérios e de estarmos envolvidos. Acreditamos que essa é a melhor maneira de ter sucesso.”

A Disney realçou o facto de todo o conteúdo da Disney+ poder ser descarregado para ser visto offline, desde que os utilizadores permaneçam ativos. Um recurso comum ao serviço da Netflix, no entanto, na Disney+ esse conteúdo disponível para download será de forma ilimitada. Todo o conteúdo estará disponível para visualização em 4K HDR, após as estreias em sala de cinema. A Disney previu que a Disney+ terá entre 60 a 90 milhões de assinantes em todo o mundo até 2024.

Com a aquisição histórica da 20th e 21st Century Fox por parte da Disney, este ano, faz com que passe a contar no seu já vasto catálogo com filmes dos estúdios da Pixar, Marvel Studios, Lucasfilm e dos canais Sky, Star, FX, National Geographic, Fox21, Fox Sports Regional Networks, Fox Networks Group International, e a plataforma online Hulu.

Grande parte da programação original prevista para a Disney+ encaixa-se nos franchises da empresa, tal como a Marvel e Star WarsOutra particularidade da plataforma é que esta será a única a transmitir os filmes (originais) depois que estes estrearam nos cinemas. A Disney está a investir em força em conteúdo original e exclusivo, como por exemplo as primeiras 30 temporadas de “Simpsons”.

Os Simpsons já se estão adaptar à mudança…