A Walt Disney continua apostar na vaga de remakes em imagem real, como é o caso de Aladdin”, “Dumbo”, “O Rei Leão”, “Mulan” e “A Dama e o Vagabundo”.

Segundo avançou a Variety, a plataforma de streaming Disney+ vai produzir um remake da sua animação clássica “Robin dos Bosques” (1973). Este clássico de animação dos anos 70, sobre a lenda de Robin Hood, foi a segunda longa-metragem realizada após a morte de Walt Disney.

O remake será realizado por Carlos López Estrada e escrito por Kari Granlund (argumentista do remake de “A Dama e o Vagabundo”). O filme será um híbrido entre imagem real e animação CGI, recorrendo às mesmas técnicas de recriação dos animais (com características humanas) e com o mesmo fotorrealismo que foi usado em “A Dama e o Vagabundo” ou em “O Rei Leão”. A narrativa será bastante próxima do clássico de 73, mantendo o género de comédia musical. Até ao momento ainda não se conhece o elenco nem a possível data de estreia.

O clássico de 73, que conta a história do lendário fora da lei que roubava aos ricos para dar aos pobres, foi retratado com personagens animais humanoides. Contou com as vozes de Brian Bedford, Phil Harris, Roger Miller e Monica Evans e foi nomeado para o Óscar de Melhor Canção Original em 1974, pelo tema “Love”.

Este será um dos principais projetos da Disney que aposta em conteúdo exclusivo para o seu serviço de streaming, cada vez mais popular, tendo já superado os 50 milhões de subscritores em todo o mundo.