"E Agora? Lembra-me" (2013)_3

O documentário português, “E Agora? Lembra-me” de Joaquim Pinto, continua a triunfar no circuito de festivais. Venceu três prémios, dois quais o Grande Prémio Cidade de Lisboa para Melhor Longa-metragem (o galardão principal), na 11ª edição do DocLisboa – Festival Internacional de Cinema, que encerrou esta noite. O filme que já venceu o Prémio FIPRESCI, o Prémio Especial do Juri (o segundo prémio mais importante do festival) e o Prémio do Juri Jovem, no Festival de Locarno 2013, fala sobre a sua intimidade marcada pelo HIV, como um bloco de notas que faz uma “reflexão aberta e eclética sobre o tempo e a memória, as epidemias e a globalização, a sobrevivência para além do expectável, a dissensão e o amor absoluto.”. “A Mãe e o Mar”, de Gonçalo Tocha, venceu o prémio para Melhor Longa-metragem da Competição Portuguesa.

 

Competição Internacional

Grande Prémio Cidade de Lisboa para Melhor Longa-metragem

E Agora? Lembra-me, de Joaquim Pinto (Portugal)

Grande Prémio Cidade de Lisboa para Melhor Longa-metragem – Menção Honrosa

Sangue, de Pippo Delbono

Prémio Especial do Júri

Once I entered a Garden, de Avi Mograbi  (França, Israel, Suíça)

Prémio Jameson para Melhor Curta-metragem

Mauro em Cayenne, de Leonardo Mouramateus (Brasil)

Prémio Siemens para Melhor Curta-metragem – Menção Honrosa

La Huella, de Tatiana Fuentes Sadowski (França)

Prémio Revelação Internacional – Pixel Bunker

Eclipses, de Daniel Hui (Singapura)

Prémio Revelação Internacional – Pixel Bunker – Menção Honrosa

Chroniques Équivoques, de Lamine Ammar-Khodja (Argélia, França)

 

Competição Nacional

Prémio doclisboa para Melhor Longa-metragem

A Mãe e o Mar, de Gonçalo Tocha

Prémio doclisboa para Melhor Longa-metragem – Menção Honrosa

Os Caminhos de Jorge, de Miguel Moraes Cabral

Prémio O Ganho do Som para Melhor Primeira Obra

Os Dias com Ele, de Maria Clara Escobar

Prémio O Ganho do Som para Melhor Primeira Obra – Menção Honrosa

A Campanha do Creoula, de André Valentim Almeida

Prémio Culturgest para Melhor Curta-metragem

Tabatô, de João Viana

 

Prémio Universidades

Prémio Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa para Melhor Longa-Metragem da Competição Internacional

E Agora? Lembra-me, de Joaquim Pinto (Portugal)

Prémio Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa para Melhor Longa-Metragem da Competição Internacional – Menção Honrosa

Sto Lyko, de Aran Hughes, Christina Koutsospyrou (Grécia, França, Reino Unido)

 

Prémio Escolas

Prémio Restart para Melhor Longa-metragem

A Campanha do Creoula, de André Valentim Almeida

Prémio Restart para Melhor Longa-metragem – Menção Honrosa

Twenty-One-Twelve The Day the World didn’t end, de Marco Martins

 

Prémio Investigações

Prémio RTP para Melhor Documentário de Investigação

Les Chebabs de Yarmouk, de Axel Salvatori-Sinz (França)

Prémio RTP para Melhor Documentário de Investigação – Menção Honrosa
Élevage de Poussière, de Sarah Vanagt (Bélgica)

El Impenetrable, de Danièle Incalcaterra, Fausta Quattrini (França, Argentina)

 

Prémio do Público

Prémio Universidade Lusófono de Humanidades e Tecnologias para Melhor Longa-Metragem Portuguesa

A Última Encenação de Joaquim Benite Não basta dizer “Não”, de Catarina Neves

 

Prémio C.P.L.P. para a Melhor longa-metragem dos Países de Língua Portuguesa

E Agora? Lembra-me, de Joaquim Pinto (Portugal)