Em 2013 foi assim…

Em 2013 foi assim…

O ano de 2013 está prestes a terminar, deixando para trás algumas boas memórias cinematográficas, mas também algumas más. Para a posteridade ficam filmes como “Django Libertado”, “A Caça”, “Mud”, “Like Someone in Love”, “A Gaiola Dourada”, “Gravidade” e “A Vida de Adéle”, que certamente ficarão para a história do cinema como grandes obras de 2013. O cinema português é que não teve propriamente um grande ano e o futuro que o espera não é nada feliz. Estrearam cerca de vinte longas-metragens nas salas portuguesas, sendo que dezasseis delas tiveram menos de cinco mil espectadores, o que todas juntas representam apenas 19533 espectadores. Ou seja, apenas quatro filmes tiveram espectadores acima dos cinco mil. Com o ICA em vias de ficar novamente sem dinheiro, querem-nos liquidar o cinema português. Mas ele resiste dia após dia. Assim, fazemos uma retrospectiva do que se passou no Mundo da 7ª Arte e no Cinema 7ª Arte em 2013:

No Mundo da 7ª Arte 2013 foi assim…

  • Em 2013 vimos partir grandes nomes do cinema, como por exemplo o ator Peter O’Toole; as atrizes Joan Fontaine, Julie Harris, Bernadette Lafont e Jean Stapleton; o argumentista Elmore Leonard e realizador Nagisa Oshima.
  • Dois anos depois de o governo de Passos Coelho ter cortado em 100% os apoios ao cinema português, e da nova Lei do Cinema ter sido aprovada (julho de 2012), o ICA abriu em janeiro os novos concursos de apoio à produção cinematográfica e audiovisual para 2013. No entanto, caso a Zon, Optimus, Meo, Cabovisão e Vodafone não paguem a taxa anual prevista na Lei do Cinema, corre-se o sério risco de se repetir outro “ano zero do cinema português”.
  • Realizou-se a primeira cerimónia da entrega dos Prémios Sophia 2013, organizada pela Academia Portuguesa de Cinema, em que “Tabu” de Miguel Gomes levou o prémio de Melhor Filme e o prémio de Melhor Realizador foi para Vicente Alves do Ó, por “Florbela”.
  • “A Gaiola Dourada”, de Ruben Alves, foi um dos filmes mais badalados do ano. Um caso de sucesso lá fora e em Portugal. Venceu o Prémio do Público (People’s Choice Award), nos European Film Awards, organizada pela Academia Europeia de Cinema, em Berlim.
  • Segundo os dados do ICA (Instituto do Cinema e do Audiovisual), o filme luso-francês “A Gaiola Dourada”  foi filme mais visto do ano em Portugal, com 755.227 espectadores e uma receita bruta de 3.881.917,07€. Na lista dos 40 filmes mais vistos de 2004 a 2013, o filme posiciona-se em sétimo lugar.
  • Segundo o ICA,  o filme “7 Pecados Rurais”, de Nicolau Breyner, foi o filme português mais visto do ano (230.877  espectadores), com uma receita bruta de 1.196.561,29€.
  • O documentário português,“E Agora? Lembra-me” de Joaquim Pinto, foi provavelmente o filme português mais premiado no estrangeiro. Venceu o Prémio FIPRESCI, o Prémio Especial do Juri (o segundo prémio mais importante do festival) e o Prémio do Juri Jovem, no Festival de Locarno 2013; o prémio máximo da competição internacional do FIDBA – Festival Internacional de Cinema Documental de Buenos Aires, na Argentina;  venceu três prémios, dois quais o Grande Prémio Cidade de Lisboa para Melhor Longa-metragem (o galardão principal), na 11ª edição do DocLisboa – Festival Internacional de Cinema.

No Cinema 7ª Are, 2013 foi assim…

Em 2013, o ano em que comemoramos cinco anos de existência, as visitas do site continuam a aumentar aos poucos. Recebemos mais de 130 mil visitas, sendo que os meses de janeiro e fevereiro foram os meses de recorde, tendo nós recebido mais 14 mil visitas por mês. No Facebook seguem-nos mais de 1300 pessoas e no Twitter mais de 200. Apesar de estarmos a crescer gradualmente, o ano de 2013 foi bastante complicado para a equipa do Cinema 7ª Arte. Tem sido difícil para nós acompanhar os filmes que estreiam nas salas de cinema por diversas razões que vão desde, a falta de tempo e de dinheiro para os ver no cinema (algo que infelizmente tem vindo afetar todos os portugueses). Pedimos portanto desculpas aos nossos leitores por serem publicadas menos críticas do que gostaríamos.

Criamos uma rubrica de que nos orgulhamos bastante, “Querido Diário: Edição Cineclubes”, dedicada aos cineclubes de Portugal, que contou com a participação de 13 cineclubes. “Aquilo que se pretende é promover, contar as suas histórias e falar do bom trabalho de divulgação de cinema que os cineclubes tem vindo a praticar. No fundo, perceber também qual a importância dos cineclubes nos dias de hoje, na sociedade portuguesa.”. Para 2014 pretendemos continuar com a rubrica.

Conseguimos, pela primeira vez, 4 nomeações aos TCN Blog Awards, edição 2013: nas categorias de Melhor Artigo de Cinema (“Cinema Português em 2012: um caso de estudo”), Melhor Blogue Colectivo, Melhor Rubrica (Querido Diário: Edição Cineclubes) e Melhor Blogger do Ano. No final acabamos por não ganhar em nenhuma categoria, mas só a nomeação foi bastante positivo. Obrigado à organização por nos terem nomeado e Parabéns aos justos vencedores!

Obrigado a todos os que nos lêem!

Top 5 Artigos mais lidos:

  1. Cahiers du Cinéma Top 10 melhores filmes de 2013
  2. Comédia franco-portuguesa, “A Gaiola Dourada”, chega aos cinemas portugueses em agosto
  3. Almodóvar regressa às comédias com “Os Amantes Passageiros”
  4. Imagens do Real Imaginado 2013: Programa
  5. Óscares 2013: Vencedores

Top 5 Críticas mais lidas:

  1. «A Gaiola Dourada» – Sermos fieis a nós próprios
  2. «Comboio Noturno para Lisboa» – Bille August desilude com postal lisboeta
  3. «A Essência do Amor» – O amor divino
  4. «Batalha do Pacífico» – O blockbuster americano encontra o Kaiju japonês
  5. «Zarafa» – A primeira girafa em Paris

Top 5 Palavras mais pesquisadas:

  1. oscares 2013
  2. nomeados oscares 2013
  3. cineconchas 2013
  4. filmes ingleses
  5. vencedores oscares 2013