Os Americanos invadiram o Iraque, em 2003, sendo esta a primeira guerra do século XXI e a segunda invasão americana ao Iraque. Uma invasão sem qualquer razão de existir, destroçando um país inteiro, matando muitos inocentes. Desde então, em oito anos, já foram feitos vários filmes sobre a guerra do Iraque, cada um com a sua visão. Kathryn Bigelow realiza uma nova versão, com «Estado de Guerra», em 2008. Os americanos sempre gostaram de fazer filmes “pipoqueiros” sobre as suas guerras, para mostrar ao seu povo e ao mundo o seu poder e ideais “democráticos”. Muitos destes filmes não tem qualquer qualidade cinematográfica. «Estado de Guerra» é uma excepção, pela sua dura realidade que Kathryn passa para as imagens.

A história passa-se durante a guerra do Iraque. James (Jeremy Renner), é chamado para integrar uma equipa altamente treinada em desmantelamento de bombas. James põe a sua vida em risco e as dos seus companheiros, Sanborn (Anthony Mackie) e Eldridge (Brian Geraghty), com os seus atos de heroísmo que advém do seu profissionalismo único. James é um louco e apaixonado da guerra, comportando-se como se fosse indiferente à morte, no meio da destruição e do caos total. A personalidade de James irá mudar para sempre os seus companheiros.

Grande parte deste género de filmes, apresentam uma visão do exército americano como os salvadores, os hérois. Neste filme, não acontece nem uma coisa nem outra. Kathryn não diz que os Americanos são os heróis, mas também não diz que são os invasores. Essa ideia não fica muito clara no filme, sendo que peca bastante nesse aspeto. O filme centra-se mais nos soldados que desarmavam as bombas colocadas pelos terroristas, em locais públicos da cidade.

Em termos técnicos, a realização, o som e a montagem estão fantásticos. O facto de Kathryn ser uma mulher surpreendeu muita gente com este seu estilo de realização. A realizadora conseguiu imagens muito interessantes do ponto de vista técnico.

«Estado de Guerra» conseguiu derrotar «Avatar» nos Óscares, levando seis (Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Argumento Original, Melhor Montagem, Melhor Som e Melhores Efeitos Sonoros). No entanto, «Estado de Guerra» não é um filme que conquiste muitas pessoas, pela sua temática. A Academia gosta deste género de filmes, sobre as guerras americanas. Daí ter ganho o óscar de Melhor Filme.  Na minha opinião, foi muito mal dado.

Realização: Kathryn Bigelow

Argumento: Mark Boal

Elenco: Jeremy Renner

EUA/2009 – Acção/Aventura/Guerra

Sinopse: Durante a Guerra do Iraque, um novo sargento, James, assume o comando de uma equipa altamente treinada em desmantelamento de bombas. No meio de conflitos violentos, ele surpreende os seus dois subordinados, Sanborn e Eldridge, ao mergulhá-los sem prudência num jogo mortal de combate urbano. James comporta-se como se fosse indiferente à morte e à medida que os homens lutam para controlar o seu novo líder, a cidade explode num absoluto caos, e James revela a sua verdadeira personalidade de uma forma que irá para sempre mudar estes homens.

«Estado de Guerra» - Um Outro Olhar da Guerra do Iraque
3.5Valor Total
Votação do Leitor 0 Votos