Estoril Film Festival 2010: Kathryn Bigelow agradece retrospectiva

Kathryn Bigelow, a primeira mulher a receber o Óscar de Melhor Realizador, em 2010, com o filme “The Hurt Locker” (“Estado de Guerra”), teve direito a uma retrospectiva dos seus filmes, oito até agora, no Estoril Film Festival.

 

Kathryn Bigelow, uma das grandes homenageadas do Estoril Film Festival deste ano, enviou ontem à tarde uma mensagem de agradecimento pela retrospectiva da sua obra que o Festival apresenta. Bigelow realça na sua mensagem que não esquece que o Estoril Film Festival foi um dos primeiros locais onde o seu filme “Estado de Guerra” foi apresentado, em 2008. Bigelow esclarece na carta que não pode estar presente no certame, pois está cheia de trabalho com o seu próximo filme, prepara o tele-filme “The Miraculous Year” com Frank Langella e Hope Davis, e não o pode interromper.

 

Nos dias 7, 8 e 14 de Novembro vai ser possível recordar toda a obra de Kathryn Bigelow: “Blue Steel” (1989), “K-19 The Widowmaker” (2002), “Near Dark” (1987), “Point Break” (1991), “Strange Days” (1995), “Hurt Locker”(2008 ), “The Loveless” (1982) e “The Weight of Water” (2000).

 

Aqui fica a carta de Kathryn Bigelow, dirigida a Paulo Branco, lida na Gala desta noite no Casino Estoril por Catarina Wallenstein.

“Para o Paulo e todos os meus amigos no Estoril:

Muito obrigado pelo convite para visitar o festival este ano e, sobretudo, por mostrarem na integra o meu trabalho.

É uma honra excepcional e sinto-me, ao mesmo tempo, humilde e grata. gostava muito de poder estar aí, mas estou cheia de trabalho com o meu próximo filme e não o posso interromper, por mais que uma viagem ao Estoril fosse excelente.

Teria sido maravilhoso também encontrar-me com os muitos estudantes de algumas das mais prestigiadas escolas de cinema que vão estar aí.

Eles fazem-nos ter esperança no futuro.

Deixem-me dizer-vos o quão agradecidos estão todos os que fizeram “The Hurt Locker” pelo apoio que tivemos aí no Estoril, numa altura em que os nossos amigos eram muito poucos.

O Anthony Mackie contou-nos a recepção calorosa que tanto ele como o filme tiveram aí, nos primeiros dias da nossa longa caminhada.

E por isso, o Estoril terá sempre um lugar muito especial no meu coração.

Envio-vos o meu amor e os votos das maiores felicidades para um festival maravilhoso.

Kathryn Bigelow”