james-bond-007-no-time-to-die-daniel-craig

Estreia de “007: Sem Tempo Para Morrer” pode ser adiada para 2021

Segundo avançou o IndieWire e o The Hollywood Reporter, vários analistas do mercado cinematográfico prevêem que a maioria das salas de cinema continuem encerradas até ao final do ano.

A fonte vem do blogue MI6, um blogue dedicado ao universo de James Bond, que entende que a MGM e a Universal estão a ponderar a possibilidade de adiar “007: Sem Tempo para Morrer”, de Cary Joji Fukunaga, para o verão de 2021. Esta semana criaram-se especulações não confirmadas de que mesmo a data de outono (20 de novembro de 2020) pode ser indevidamente otimista. Não há garantias de que os cinemas norte-americanos tenham retomado à normalidade e a China também causa muita insegurança ao ter anunciado recentemente que só aceita estreias de filmes que tenham menos de duas horas.

Em março deste ano, devido à pandemia da COVID-19, a estreia de “007: Sem Tempo para Morrer” tinha sido adiada para 20 de novembro de 2020. Mas parece que não é este ano que os fãs de James Bond vão ver Daniel Craig na sua quinta e última interpretação de Bond. No entanto, no IMDb, o 25.º filme da personagem James Bond  continua agendado para estrear a 26 de novembro em Portugal.

O elenco inclui ainda Rami Malek, Léa Seydoux, Lashana Lynch, Ben Whishaw, Naomie Harris, Billy Magnussen, Ana de Armas, Rory Kinnear, David Dencik, Dali Benssalah, Jeffrey Wright e Ralph Fiennes. Em “007: Sem Tempo para Morrer”, James Bond deixou o serviço ativo e está a gozar uma vida tranquila na Jamaica. Mas a sua paz termina quando o seu amigo Felix Leiter, da CIA, procura ajuda para resgatar um cientista raptado. Mais perigosa do que inicialmente dava a parecer, a missão acaba por levar 007 até um misterioso vilão armado com uma nova e perigosa tecnologia.

Tudo indica que 2021 vai ser um ano bastante forte para estreias de blockbusters, tendo em conta que vários estúdios de Hollywood estão adiar os seus filmes, como é o caso de “Jurassic World: Dominion” (10 de junho), “Velocidade Furiosa 9” (1 de abril), “Mulher-Maravilha 1984” (agosto), “Mínimos 2: A Ascensão de Gru”, “Ghostbusters: Afterlife”, “Godzilla vs Kong”, “Halloween Kills”, “Uncharted”, entre outros.

O filme de Christopher Nolan, “Tenet”, enfrenta um novo desafio na China, que diz que duas horas e meia de duração é demasiado longo para exibir nas salas de cinema, pois intensifica a transmissão do vírus nos cinemas. Ainda não há data de estreia de “Tenet” nos cinemas chineses, mas nas salas portuguesas mantêm-se a estreia para 12 de agosto.