Suicide-Forest-Village-fantasporto-2021

FANTASPORTO 2021: Festival muda-se para o Hard Club e realiza-se no final de abril

O Fantasporto vai mudar-se, “excepcionalmente” para o Hard Club para realizar a sua 41.ª edição do Festival Internacional de Cinema do Porto. de 26 de abril a 2 de maio. A organização do festival divulgou na sua página de Facebook que devido à programação que tinha marcada há muitos meses, o Teatro Municipal Rivoli não garantiu nenhuma data alternativa.

Depois de terem sido adiado as datas (inicialmente previsto para decorrer entre 23 de fevereiro e 7 março), o Fantasporto muda assim, temporariamente, o local do festival devido à pandemia da COVID-19, tradicionalmente no Teatro Municipal Rivoli.

Segundo o comunicado publicado no facebook do festival, a 41.ª edição irá realizar-se “só numa sala e com lotação rigidamente limitada devido à aplicação integral de todas as regras de higiene COVID, terá naturalmente diferenças em relação ao que vem sendo habitual. De qualquer forma o Line-up apresentado a 15 de Dezembro do ano passado não tem qualquer alteração, algo que demonstra a institucionalização e interesse no potencial do evento, tanto a nível internacional como nacional.”. A organização informa ainda que devido a estas restrições não haverá repetição da exibição dos filmes, todos eles a concurso com excepção dos clássicos.

Apesar da programação ter sofrido algumas alterações a sessão de abertura mantém-se com a exibição do clássico italiano “Morte em Veneza” (1971), de Luchino Visconti, por ocasião do seu 50.º aniversário da sua produção, filme baseado no romance de Thomas Mann e que tem a música de Gustav Mahler a acentuar a nostalgia de um escritor moribundo despedindo-se da Beleza representada por um jovem rapaz.

Para além deste, a secção do Fantas Classics/Filmes de Culto inclui ainda a exibição de “Clube de Combate” (1999), de David Fincher, e “Dr. Estranhoamor” (1964), de Stanley Kubrick, e “O Leopardo” (1963), de Luchino Visconti.

Também na sessão de abertura, a 26 de abril, serão exibidos: “Toponímia – As Memórias do Porto”, de António Pinto (em competição pela melhor longa-metragem portuguesa), “Ten Minutes to Midnight”, do norte americano Erik Bloomquist, e “Paper Spiders”, de Inon Shampanier, também dos Estados Unidos.

Toponimia-As-Memorias-do-Porto-2021-1
“Toponímia – As Memórias do Porto”, de António Pinto

“Toponímia – As Memórias do Porto”, que estreia no Fantasporto, é “uma viagem num lento, mas panorâmico comboio para o passado. Esta película pretende deixar um legado de costumes e ofícios antigos que começaram a entrar em desuso na “Cidade Invicta” e documentar a memória coletiva do Porto, aqui representada por Alfredo, personagem imaginária e onírica, e um guia sem idade.”

A secção oficial de cinema fantástico inclui filmes como “Ten Minutes to Midnight”, de Erik Bloomquist, “Suicide Forest Village”, de Takashi Shimizu, “O Cemitério das Almas Perdidas”, de Rodrigo Aragão, e “O Derradeiro Julgamento”, de Neil Marshall.

A 41.ª edição do Fantas, que apresenta filmes oriundos de 37 países, conta também com a apresentação do livro “Fantasporto 40 Anos: Uma História De Cinema”, de Beatriz Pacheco Pereira, com design de João Dorminsky.O livro, que será apresentado no dia 30 de abril pelas 17h, é um “olhar completo em 600 páginas de texto e imagem, profusamente ilustrado com centenas de fotos sobre os 40 anos do Fantasporto (1981-2020), percorrendo os programas ano a ano, os cartazes, as importantes descobertas do novos realizadores com os seus primeiros filmes, a presença de muitos deles nos Óscares, a listagem e as caras de convidados e profissionais que o visitaram, os amigos e impulsionadores do festival desde a sua origem, os participantes, as cartas de personalidades e homenagens recebidas.”

Filme Abertura Oficial: Morte em Veneza – Luchino Visconti- 130’ – (Ita/Fra)

Filme Encerramento: No Man’s Land / Terra de Ninguém – Conor Allyn – (EUA)

SECÇÃO OFICIAL DE CINEMA FANTÁSTICO

The Reckoning/O Derradeiro Julgamento – Neil Marshall – 110’ (GB)

Ten Minutes to Midnight- Erik Bloomquist – 73’ (EUA)

LX 2048 – Guy Moshe- 104’ (EUA / Lituânia)

O Cemitério das Almas Perdidas – Rodrigo Aragão- 95’ (Brasil)

The Trouble with Being Born- Sandra Wollner- 94’ (Alem)

Post Mortem – Péter Bergendy- 115’ (Hungria)

Get The Hell Out – I-Fan Wang – 96’ (Taiwan)

Marionette – Elbert van Strien- 112’ (Hol/Reino Unido/Luxemburgo)

Suicide Forest Village – Takashi Shimizu- 116’ (Jap)

Tin Can- Seth A. Smith- 105’ (Can)

The Funeral Home/La Funeraria – Mauro Iván Ojeda- 86’ (Arg)

CURTAS METRAGENS FANTÁSTICAS

Zealandia- Bruno Du Bois- 15’ (N.Zelândia/ Bélgica)

Pandora- Matthias Lerch- 6’59’’ (Alem)

Regarde Ce Que Tu As Fait! – Monica de Almeida- 9’58’’ (Suiça)

Conversaciones con un Mono- Grojo- 15’(Esp)

[Out of Sync] – Sasuke Sayama- 14’ 10’’ (Jap)

Rutina: La prohibición – Sam Orti – 8.15“(Esp)

3 Murs & Un Toit- Mathilde Dugardin, Orane Laffra, Hugo de Magalhães, Wassim El Hammami – 9’10’’ (Fra)

Tongue with Capers/ Llengua amb Tàperes- David Mataró – 15’ (Esp)

Abracitos – Tony Morales – 11’ (Esp)

Carmentis- Anthony Webb- 15’ (Australia)

Out At Night – Christopher Hewitt- 15’ (Reino Unido)

No Podrás Volver Nunca- Mónica Mateo- 14’ (Esp)

Dar-Dar- Paul Urkijo Alijo- 10’ (Esp)

SEMANA DOS REALIZADORES

In the Quarry / En el Pozo- Rafael e Bernardo Antonaccio – 82’ (Uruguai)

Exquisite Corpse/ Cadáver Exquisito- Lucía Vassallo- 88’ (Argentina)

Paper Spiders- Inon Shampanier- 110’- (EUA)

Preparations To Be Together for an Unknown Period of Time – 95’ (Hungria)

Wildcat- Jonathan W. Stokes – 93’ (EUA)

Dinner in America- Adam Rehmeier – 108’ (EUA)

Awauta- Mile Nagaoka- 71’ (Jap)

ORIENT EXPRESS SECTION

Get The Hell Out – I-Fan Wang – 96’ (Taiwan)

Suicide Forest Village – Takashi Shimizu- 116’ (Jap)

Awauta- Mile Nagaoka- 71’ (Jap)

PCP – Prémio Panorama Portugês – MELHOR FILME

Longas metragens

Toponímia – As Memórias do Porto- António Pinto – 82’ (Port)

Um Quadro do Pollock com Sangue – Rui António – 146´ (Port)

A Mulher Sem Corpo- António Borges Correia – 80’ (Port)

40 Anos de Fantasporto- Isabel Pina- 110’ (Port)

Curtas-Metragens

Stepless- Nadège Jankowicz – 3’ 8’’ (Port)

Experimental Horror Film # 1: Skull- Luís Miranda- 1’ 49’’ -(Port)

Aldeia Do Diabo- Bruno Acosta, Marcos Kontze, Melissa Gomes, Tom Freitas- 10’ 50’’ (Port)

Area 51?52! – Alexandra Prates, Tânia Prates- 2’24’ (Port)

Guarda-fato – Gonçalo Silva- 27’ (Port)

Exício- Carolina Ferreira-10’ (Port)

Detetive Volkov – Jorge Sousa e Manuel Pedro Gil- 19’32’’ (Port)

Pequena Desordem Silenciosa- Pedro Senna Nunes – 9’ (Port)

FANTAS CLASSICS / FILMES CULTO

The Fight Club- David Fincher- 139’ (EUA/Alem/ Ita) -1999

Dr Strangelove Or How I Learned to Love the Bomb- Stanley Kubrick – 95’ (G.B./EUA)- 1964

Morte em Veneza (Morte a Venezia) – Luchino Visconti- 130’ – (Ita/Fra) -1971

O Leopardo (Il Gattopardo) – Luchino Visconti – 186’ (Ita/Fra)- 1963

Fantasporto-2021-cartaz

Skip to content