Imaculat

FEST 2022 Palmarés: filme romeno “Imaculat” ganha lince de ouro e “Mansa” o grande prémio nacional

IMACULAT dos romenos Monica Stan e George Chiper é o grande vencedor da 18ª edição do FEST – Festival Novos Realizadores | Novos Cinema. No ano em que o amor foi o tema principal do festival, o Lince de Ouro é entregue a um drama baseado na história pessoal da realizadora, a história de uma jovem inocente arrastada para a droga pelo namorado, que se vê numa clínica de reabilitação a ter que gerir sentimentos frágeis e perigosos.

 

Nas longas-metragens de ficção que concorreram ao Lince de Ouro, além do vencedor IMACULAT há, também

Utama

, destaque para o boliviano Alejandro Loayza Grisi que é distinguido com uma menção honrosa para a fotografia do filme UTAMA, uma história simples e impactante sobre as consequências das alterações climáticas. Pela primeira vez, são atribuídas duas menções honrosas por tema. A outra, vai para a realização do suíço Michael Koch em A PIECE OF SKY, um filme que nos leva a uma vila nos alpes onde o tempo parece ter parado.

Piece of Sky

Nas curtas-metragens, o Lince de Prata – Ficção foi atribuído ao filme alemão MONA & PARVIZ de Kevin Biele. Os casamentos por conveniência estão no olhar principal de uma lente sagaz e atenta. Também, aqui, há direito a uma menção honrosa, desta feita para o filme de Singapura A MAN TREMBLES de Lam Li Shuen e Mark Chua. O coletivo conhecido como Emoumie é o mais sofisticado dos realizadores de Singapura, que reflete nas ansiedades e incertezas que se vivem, aquando de crises mundiais.

Quanto ao Grande Prémio Nacional, o prémio vai para MANSA de Mariana Bártolo. Recuamos 22 anos e vamos ao seio de uma família conservadora do norte do país com uma miúda de 11 anos prestes a descobrir a sua sexualidade. Há ainda, duas menções honrosas. A primeira para DA SALA AO CINEMA À RUA de Leonardo Miranda, com o amor pelo cinema a prevalecer, e A RAPARIGA DE SATURNO de Gonçalo Almeida, sobre a nostalgia de um passado que pode não ser sido assim tão agradável.

Mansa
Mansa

Na categoria Melhor Documentário, o vencedor do Lince de Ouro é ALIS uma co-produção Colômbia, Chile e Roménia de Clare Weiskopf e Nicolás Van Hemelryck. Apesar das leis progressivas a favor dos direitos das mulheres, jovens adolescentes colombianas encontram-se variadas vezes em situações difíceis nas ruas de Bogotá. A pobreza, a violência, os abusos e a falta de oportunidades são chamadas para o grande ecrã, denunciando um futuro negro.

O vencedor do Lince de Prata – Documentário –  EVEN THOUGH THEY STEAL MY DREAMS da belga Zoé Brichau – mergulha na revolução chilena de 2019. Enquanto que, o filme MY PERIOD IS LATE de Cai Ning recebe uma menção honrosa. Trata-se de uma viagem de exploração para a maternidade.

O Lince de Prata – Animação distingue TERRA INCÓGNITA de Pernille Kjaer, Adrian Dexter. A produção francesa segue a vida numa ilha misteriosa, habitada por seres imortais. Menções honrosas para a produção polaca TOOTHLESS de Andrea Guizar onde uma boca gigantesca faz das suas e para o irlandês FALL OF THE IBIS KING de Mikai Geronimo, Josh O’caoimh onde um antagonista de uma ópera sombria teme o regresso do ex ator principal.

Mais prémios do FEST 2022 – Lince de Prata – Experimental – para WOMAN AS IMAGE, MAN AS BEARER OF THE LOOK do colombiano Carlos Velandia e, menções honrosas para THE EMPTY SPHERE de Stéphanie Roland e APOCALYPSE BABY, WE ADVERTISE THE END OF THE WORLD das alemãs Camille Tricaud e Franziska Unger.

Ao atingir a maioridade, o FEST – Festival Novos Realizadores | Novos Cinema agitou o ambiente em Espinho com um lote incrível de convidados. Desde logo, Gaspar Noé o realizador argentino radicado em Espanha encheu o Centro Multimeios para falar os seus métodos de trabalho. A liberdade que dá aos seus atores é semelhante à vontade que tem de chocar ao falar de sexo e da cena mais difícil dos seus filmes (a violação em Irreversível).

O próximo ano já está a ser preparado. A 19ª edição do FEST – Festival Novos Realizadores | Novos Cinema realiza-se a 19 a 26 de junho de 2023.

 

Confira a Lista de Prémios e Júri do FEST 2022

 

Lince de Ouro – Ficção

Alinhoa Rodriguez (ESP) – Realizadora

Caprice Crawford (EUA/DEU) – Actriz e agente

Miguel Nunes (POR) – Actor

Imaculat

Menção Honrosa Direcção de Fotografia – Utama

Menção Honrosa Realização – A Piece of Sky

 

 

Lince de Ouro Documentário

Alberto Valverde (ESP) – Relações Internacionais DA

Nino Kovacic (CRO) – Programador e Crítico de Cinema

Alis

 

Lince de Prata – Ficção

Luísa Alvão (POR) – Programadora

Meltse Van Collie (BEL) – Realizadora

Niels Putman (BEL) Programador e Critico de Cinema

Mona & Parviz

Menção Honrosa – A Man Trembles

 

Lince de Prata Documentário

Alberto Valverde (ESP) – Relações Internacionais DA

Nino Kovacic (CRO) – Programador e Crítico de Cinema

Even Though They Streal My Dreams

Menção Honrosa – My Period is Late

 

Grande Prémio Nacional

Christopher Nunn (GBR) – Académico

Tomek Popakul (POL) – Realizador

Mansa

Menção Honrosa – Da Sala ao Cinema a Rua

Menção Honrosa – A Rapariga de Saturno

 

 

Lince de Prata – Animação

Christopher Nunn (GBR) – Académico

Tomek Popakul (POL) – Realizador

Terra Incógnita

Menção Honrosa – Toothless

Menção Honrosa – Fall of the Ibis King’

 

Lince de Prata – Experimental

Christopher Nunn (GBR) – Académico

Tomek Popakul (POL) – Realizador

Woman As Image, Man As Bearer of the Look

Menção Honrosa – The Empty Sphere

Menção Honrosa – Apocalypse Baby, We Advertise The End of the World

 

NEXXT – Competição Académica

Rubén Sevivas (POR) – Realizador

Tiago Santos (POR) – Programador

Headfish

Menção Honrosa – Frida

 

 

FESTinha #Sub10

Big Box

FESTinha #Sub12

Life Expectancy

FESTinha #Sub16

Spotless

 

Voto Público

Lince de Ouro – Daughters Of Abdul-Rahman (Zaid Abu Hamdan)

Lince de Prata – Unter der Welle (Veronika Hafner)

Skip to content