Os festivais de cinema de Veneza, Toronto, Nova Iorque e Telluride fizeram uma declaração conjunta a informar a aliança formada entre os quatro festivais de cinema mais importantes do outono.

“Este ano vimos a pandemia da COVID-19 devastar comunidades em todo o mundo e trazer a vida como a conhecíamos a parar. Como defensores do cinema mundial, vimos o trabalho dos artistas de cinema parar e a cultura do próprio cinema foi desafiada“, lê-se no comunicado.

Ainda não ficou muito clara de que forma é que os festivais vão unir forças nestes tempos de pandemia, mas parece que vão colocar de lado a habitual “competição” de estreias  mundiais entre cada festival, optando assim por colaborarem em conjunto de forma inédita. Este sentimento competitivo é posto de lado também porque já não existe a pressão habitual da temporada de prémios, que começaria entre outubro e novembro, e que culminaria com os Óscares, porque a cerimónia de 2020 foi adiada para 25 de abril.

“A forma de arte que amamos está em crise. As nossas próprias organizações enfrentaram desafios sem precedentes. (…) Este ano, deixamos de competir com os nossos colegas nos festivais de outono e comprometemo-nos com a colaboração. Estamos a partilhar ideias e informações.”

O Festival de Veneza realiza-se de 2 a 12 de setembro, coincidindo na mesma semana que o de Telluride, que se realiza de 3 a 7 de setembro. O Festival de Toronto acontece entre 10 a 20 de setembro e o de Nova Iorque de 27 de setembro a 3 de outubro. Todos estes festivais estão a prever realizar-se com a presença de espectadores, sendo que Veneza e Toronto já confirmaram um híbrido entre presença física e online, e com uma redução na seleção de filmes para cerca de 50 filmes.

“Estamos aqui para servir cineastas, espectadores, jornalistas e membros da indústria que mantêm o ecossistema do cinema em expansão. Precisamos de fazer isto juntos. (…) Acreditamos que o cinema tem um poder único de iluminar o mundo ao nosso redor e as nossas perceções mais íntimas. (…) Numa crise, os filmes podem transportar-nos. Eles podem encantar, informar, provocar e curar. Ao trabalharmos em circunstâncias desafiadoras neste verão para preparar os nossos festivais, trabalharemos juntos, em apoio ao cinema.”, termina o comunicado assinado por: Cameron Bailey (Toronto International Film Festival), Alberto Barbera (Venice International Film Festival), Eugene Hernandez, (New York Film Festival), Julie Huntsinger (Telluride Film Festival), Tom Luddy (Telluride Film Festival) e Joana Vicente (Toronto International Film Festival).